A Paraíba o tempo todo  |

Veja os participantes do Big Brother Brasil

 Como havia prometido em chamadas na programação, a Globo começou a divulgar na tarde desta quarta-feira (18) os participantes da décima sétima edição do “Big Brother Brasil”.

Os novos confinados serão revelados aos poucos pela emissora, portanto, esta matéria será atualizada ao longo do dia. A primeira participante divulgada foi Vivian Amorim, de 23 anos.

Natural de Manaus, sua chamada foi mostrada no intervalo do “Vídeo Show”, apresentado por Otaviano Costa e Joaquim Lopes. Ela falou que já ficou com um sertanejo famoso, mas não deu nomes.

 

Vivian foi Miss Amazonas em 2012, representando a capital do estado, Manaus. A bela é formada em Direito, sendo advogada, mas não exercendo a função ainda.

Sobre sua personalidade, foi enfática: “Eu sou muito comunicativa, eu fico falando muito tempo sozinha”. Ela também comentou que não pretende seguir carreira, mesmo formada: “Eu teria a paciência de estuar para concurso, mas algo dentro de mim quer explodir”.

De Brasília, o segundo participante do “BBB17” é o diplomata Rômulo, de 39 anos. Ele se define como uma pessoa paciente e transparente.

A diplomacia não é garantida diante de preconceito ou intolerância: “Sempre reajo, seja comigo ou com outras pessoas”. Testar seus limites é a motivação maior para entrar no programa e ganhar o prêmio de $1,5 milhão.

Outro nome anunciado é o de Roberta, blogueira e micro-empresária. Ela mora em São Paulo, tem 21 anos e acredita que o “BBB17” vai mudar sua vida.

“Com o ‘Big Brother’, poderei ter representatividade, investir na minha carreira e fazer tudo o que minha mãe quiser”, afirma a estudante de Serviço Social que também trabalha em um salão de beleza.

 

Alegre e engraçada, Roberta não quer se apaixonar. “Estou pedindo a Deus para que isso não aconteça”, garante.

Pedro foi o próximo participante confirmado. Ele é jornalista e também formado em Cinema no Canadá, onde fez curso de games e se tornou especialista de mercado no Brasil.

 

É natural de São Paulo, tem 29 anos e diz que o “BBB” será um período de férias para ele: “Vai ser quase um detox, um período incrível de férias porque vou finalmente conseguir desconectar. Realmente passo muito tempo na internet”.

 

Pedro namora há 10 meses, mas afirma não ser carente e não tem problema em passar um tempo sozinho. “Antes da minha namorada, só ficava enfiado no meu mundo jogando videogame. Ela que me tira daqui”, brinca.

Aos 26 anos, Mayara mora em Belo Horizonte, está acostumada a morar sozinha e dividir casa com outros participantes não será tarefa fácil. Modelo e bacharel em Direito, a jovem acredita que seu condicionamento físico vai ajudar nas provas de resistência: “Minha resistência é muito boa, terei facilidade”.

 

Mayara adora ser desafiada e isso foi o que a motivou a entrar no reality show. Ela também está completamente aberta a relacionamentos: “O que tiver que rolar, vai rolar”.

Marinalva mora no Paraná e entra na casa do “BBB17” com um objetivo: “Passar a mensagem de que uma pessoa com deficiência é protagonista de sua própria história”. Ela é paratleta, modelo e palestrante, mãe de três filhos e compromissada: “Não me envolveria com ninguém dentro da casa. Já estou apaixonada”.

 

Para ganhar o prêmio ela pretende seguir a intuição e ter equilibrio: “Não faço com os outros o que não gostaria que fizessem comigo”.

Gaúcho de Porto Alegre, Marcos é mais um nome anunciado pela Globo. É cirurgião plástico e tem 37 anos. Para faturar o jogo, ele não preparou nenhuma estratégia. “Só vivendo lá para saber”, afirma.

 

Ele deseja investir na profissão. Para a convivência dentro da casa, Marcos avisa que é prestativo, mas também, impulsivo, impaciente e competitivo.

“Só com muito diálogo, parceria e empatia”. Ele ainda alerta que está aberto a novos relacionamentos na casa. “Se aparecer alguém que me desperte vontade, me envolveria sim”, diz.

O alagoano Luiz Felipe, 28 anos, prefere não contar com a sorte. Ele acredita que determinação será o seu trunfo dentro da casa. Modelo e empresário, ele acredita que o “BBB” poderá impulsionar sua carreira, mas ainda não fez grandes planos, caso ganhe o prêmio.

 

Sobre romances, Luiz Felipe alerta que está disposto a se relacionar com alguém no jogo.

O advogado autônomo Ilmar Renato, 38 anos, milita a favor dos Direitos Humanos. O indigenista diz acreditar nas relações afetivas, “desde que sejam verdadeiras”.

 

Ilmar se define como “democrático, conciliador, interativo, expansionista e comunicativo”, e aposta no talento culinário para se integrar com os brothers. Quando o assunto é relacionamento dentro da casa, cita uma frase do poeta português Fernando Pessoa: “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”, mas ressalta que este não é seu principal foco.

A aposentada Ieda, 70 anos, de Canoas, no Rio Grande do Sul, sempre gostou de assistir ao “BBB” mas, para ela, participar do programa será uma etapa de autoconhecimento e teste dos seus próprios limites.

 

Mãe de quatro filhos, a gaúcha pretende ajudar a família, caso conquiste o prêmio final. Para que isso aconteça, Ieda planeja “jogar limpo e ser transparente, mas com os olhos bem abertos, atenta a tudo que possa acontecer”.

A bailarina e instrutora de Pilates, Gabriela, 27 anos, veio de Salvador (BA) com um objetivo: “Reconhecimento”. Mas, se conquistar o prêmio de R$1,5 milhão, ela já sabe o que fará com o dinheiro.

 

“Vou comprar uma terra para a minha mãe e uma casa para a minha família. Também quero viajar”, conta. Sobre as amizades no confinamento, ela acha “complicado, mas não impossível”, pondera.

Outro nome revelado durante esta quarta (18) é Elis Nair, 40 anos. Ela não enrola na hora de dizer o motivo que a levou a participar do “BBB”: “Quero ficar famosa”. Mãe de três filhos e casada, Elis não acredita em amizades verdadeiras.

 

“É um jogo valendo um prêmio milionário. Todos são adversários”, explica a comerciante que mora em Taguatinga (DF) mas nasceu em Nova Crixás, Goiás.

Daniel, 41 anos, vem de Ferraz de Vasconcelos (SP) e não vai medir esforços para conquistar o prêmio: “Vou até o ponto que for necessário”. O agente de trânsito tem uma filha e vê no “BBB17” a chance de mudar de vida.

 

O paulista até já sabe o que fazer com o prêmio, caso vença: “Quero multiplicar o valor o máximo que puder para ajudar minha filha e minha mãe”.

Sobre relacionamentos, Daniel afirma que é possível se apaixonar dentro da casa: “A carência pode deixar as pessoas suscetíveis a se envolverem”.

O “Big Brother Brasil 17”, agora sob comando de Tiago Leifert, estreia na próxima segunda (23), logo depois de “A Lei do Amor”, na Globo.

 

Na Telinha

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe