A Paraíba o tempo todo  |

Projeto À Boca da Noite traz comédia popular no Santa Roza

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Uma comédia com o uso da máscara vai animar a noite da próxima terça-feira (14) no projeto À Boca da Noite, desenvolvido pelo SESC-PB, a partir das 19h, no teatro Santa Roza, com a peça “A farsa do poder”, interpretada pelo grupo Osfodidário. No seu elenco está Dudha Moreira, Fabíola Morais, Daneil Porpino e Thardelly Lima, sob a orientação da professora Cristina Streva. Comerciários, dependentes, conveniados e usuários com a carteira da entidade atualizada têm entrada gratuita, sendo que para o público em geral é cobrada a taxa de cinco (meia) e dez (inteira) reais.

A Farsa do poder é uma livre adaptação da obra homônima do dramaturgo potiguar Racine Santos, e se passa na pequena cidade de Cudimundo, onde o prefeito corrupto e o delegado, seu braço direito, vêem seu poder ameaçado pela chegada do governador. Tal ocasião é a oportunidade perfeita para Ferreirinha, astucioso poeta popular, tirar vantagens, conquistar a admiração de Das Dores, seu grande amor e, “de quebra” reformar o cabaré de Malvarosa. A divertida trama convida o público ao universo da comédia popular apresentando essas personagens presentes em qualquer cidade, seja numa capital ou num pequeno vilarejo do interior. A peça leva ao riso mostrando o conturbado convívio desses tipos populares e, ao mesmo tempo, provoca a reflexão revelando as arbitrariedades presentes nas relações de poder da sociedade.

A estreia da peça ocorreu em dezembro do ano passado no teatro Lampião da UFPB, e, também, por sua participação no Festival Estadual de Teatro de Cajazeiras, recebeu cinco premiações, incluindo melhor direção e melhor espetáculo.

Osfodidário
O grupo é formado por atores oriundos de coletivos teatrais paraibanos de expressão como Bigorna, Alfenim, Graxa e Piollin, o grupo Osfodidário tem na diversidade do elenco seu principal trunfo. Colegas do curso de Especialização em Representação Teatral da UFPB, as atrizes Dudha Moreira e Fabíola Morais, e os atores Daniel Porpino e Thardelly Lima reuniram-se neste trabalho como projeto final do referido curso. Ao longo de seis meses o grupo realizou uma investigação teórico-prática que envolveu nomes como o italiano Dario Fo e do francês Jacques Lecoq, e que buscou nas referências históricas da Commedia dell´Arte a técnica de representação dos atores. A farsa do poder é fruto dessa pesquisa coletiva e colaborativa onde os atores, sob a orientação da professora Christina Streva, debruçaram-se sobre um universo tão rico e abrangente como se constitui o trabalho de representação teatral com o uso da máscara. Sem medo de abusar da convenção teatral, Osfodidário tem seu foco no trabalho do ator, buscam a simplicidade estética e um fazer teatral que diverte e faz pensar.
O teatro Santa Roza fica na praça Pedro Américo, Centro da Capital.
 

Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe