A Orquestra de Violões da Paraíba é um projeto de extensão da Universidade Federal da Paraíba, que tem como objetivo contribuir para a formação inicial dos estudantes de música, ao servir de laboratório para a prática de orquestra, para alunos dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em
música, bem como laboratório de prática de ensino, para os alunos do curso de licenciatura a partir da atuação na orquestra e nas oficinas de ensino coletivo de violão. O projeto é desenvolvido pelo Laboratório de educação Musical e Grupo de Pesquisa PENSAMus, sob a coordenação da professora Carla Santos do Departamento de Educação Musical da UFPB.

As atividades extensionistas da Orquestra são realizadas semanalmente no Centro de Comunicação, Turismo e Artes – CCTA, e são divididas em duas frentes de atuação: prática de orquestra e oficinas de música. A Orquestra é formada por estudantes de licenciatura e bacharelado em música da Universidade Federal da Paraíba, por estudantes de outras instituições e por pessoas da sociedade, constituindo um total de dezoito violonistas.

Paralelamente às atividades artísticas da Orquestra acontecem as oficinas de violão coletivo oferecidas gratuitamente à sociedade. As aulas das oficinas são ministradas por integrantes da Orquestra que cursam licenciatura em música, sob a coordenação da professora responsável pelo projeto. Contando com quatro bolsistas e dois colaboradores, oferecemos neste semestre 11 turmas de violão coletivo, sendo três turmas infantis, contemplando um total de 90 pessoas. Essa prática tem propiciado aos licenciandos a experiência em atuar com ensino coletivo de violão, além de ser um espaço para a pesquisa e produção de material didático. Os resultados do projeto têm sido significativos tanto no âmbito artístico, haja vista que a orquestra vem cumprindo com todas as suas etapas de ensaios e apresentações, assim como no âmbito do ensino, com as oficinas de violão coletivo destinadas à população em geral.

O concerto do dia 08 de dezembro, intitulado Do Erudito ao Popular, trará ao palco, juntamente com a Orquestra de Violões, uma nova geração de cantores que passaram a integrar a Orquestra a partir do final deste ano de 2017, que são as cantoras Giovanna Maropo, Thay Fernandes e Wagney Ramos, além dos solistas convidados: o violonista Rodrigo Kesselring, e o cavaquinista Marcos Andrade. No repertório serão interpretados ícones do repertório erudito, como a Marcha turca de Mozart e Melodia Sentimental de Villa-Lobos e o Concerto em Ré Maior de Vivaldi para Violão e Orquestra. Saindo do erudito, a orquestra trará um diversificado repertório popular, passando pelo choro Chiquita, de Waldir Azevedo, O que será de Chico Buarque, A Flor e o Espinho de Nelson Cavaquinho, e pelo repertório regional, com Feira de Mangaio de Sivuca e Glorinha Gadelha, Se não fosse o forró de Adilson Medeiros, entre muitas outras.

Além dos cantores convidados, para esse concerto contaremos também com a participação de Bianca Nóbrega e Fabiane Marques, na Flauta
Transversal, Thainá Italine no Clarinete, e Lucas Carvalho no Acordeon, Allanderson Teixeira no Baixo Elétrico. Na bateria e percussão Adriano Gomes, e Rodrigo Amaral, e na percussão Vanildo Marinho.

A regência do concerto estará a cargo da maestrina Carla Santos. A direção artística e musical estará sob a responsabilidade de Cledinaldo Alves e
Carla Santos.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário