Por pbagora.com.br

A Assembleia Legislativa da Paraíba realizará nesta quinta-feira (22.07), às 16h, no plenário José Mariz, sessão especial para comemorar os 50 anos de atividades artísticas do poeta popular e repentista Oliveira de Panelas. A iniciativa de homenagear o artista pernambucano, conhecido como o “Pavarotti dos Sertões”, foi do deputado Zenóbio Toscano (PSDB), que apresentou o Requerimento de Sessão Especial nº 439/2010, aprovado em plenário no último dia 16 de junho.

“O ano 2010 marca as bodas de ouro de uma vida gloriosa, pontificada pelo brilho da poesia e da presença de um extraordinário talento na região do Nordeste brasileiro, notadamente os estados de Pernambuco e Paraíba”, justificou o deputado Zenóbio Toscano, destacando o orgulho da Paraíba em ter acolhido um artista consagrado e reconhecido nacional e internacionalmente.

Pernambucano radicado na Paraíba, Oliveira de Panelas, que hoje tem 64 anos de idade, vive um momento especial de sua vida pelas comemorações e pelo reconhecimento público dos seus 50 anos de atividades como poeta, repentista, cantador e colaborador da cultura paraibana e brasileira. “Eu me sinto muito feliz pela homenagem porque faço meu trabalho com dignidade, e com esse reconhecimento, a gente sente a responsabilidade”, disse Oliveira de Panelas. “O reconhecimento não tem credo, não tem partido, não tem facção, e eu sinto que há afinidade da minha arte com João Pessoa, que reconhece o meu trabalho, e com todo os seus segmentos culturais e sociais”, completou, assegurando que retribui de coração esse sentimento e essa amizade da terra que o adotou como mãe.

O artista deve seu nome artístico ao fato de ter nascido em Panelas, cidade pernambucana. Em sua terra, Oliveira revelou seu talento aos 9 anos de idade, quando apresentou seus primeiros versos. Aos 12 anos, cantou pela primeira vez em sua terra natal, com Josué Rufino, iniciando uma carreira de cantorias e composições que o tornam, até hoje, um dos maiores cantadores do Brasil e do mundo.

Oliveira de Panelas cantou ao lado de importantes artistas do Repente. Na Paraíba, onde se estabeleceu como artista e cidadão, sua grande parceria foi com Otacílio Batista, até hoje referendada como uma das melhores duplas do Repente. Em sua trajetória artística, Oliveira chegou a cantar até mesmo para o Papa João Paulo II, através das ondas da Rádio Nacional.
 

 

 

PB Agora

com ALPB