A Paraíba o tempo todo  |

Morre atriz da PB que interpretou Nossa Senhora na peça Auto da Compadecida

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Luto na cultura. Morreu aos 90 anos a atriz paraibana Socorro Raposo, que interpretou por quase 20 anos, Nossa Senhora na peça Auto da Compadecida, do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna.

A atriz era paraibana, mas morava no Recife desde jovem. Ela faleceu em casa, na noite da segunda-feira (23).

Segundo o amigo Pedro Dias, ao longo da vida, ela se dividiu entre a paixão pelas artes cênicas e o consultório odontológico.

Em 2004, a atriz recebeu o título de cidadã Pernambucana, concedido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Nascida em 24 de junho de 1931, Socorro começou a atuar ainda criança, no colégio católico no qual estudava na Paraíba. “Ela começou a fazer teatro lá. Sempre foi uma mulher muito religiosa, era beata mesmo. Tinha muita fé. Não era coincidência que ela tenha interpretado o papel de Nossa Senhora. Era uma mulher que sabia ser justa”, disse o amigo.

Foi em 1956 que aconteceu a montagem do Auto da Compadecida que projetou o escritor paraibano Suassuna como dramaturgo nacionalmente conhecido. Sob direção de Clênio Wanderley, em 1957, a peça ganhou prêmio do I Festival de Amadores Nacionais no Rio da Janeiro, no Teatro Dulcina, no Centro da capital carioca.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe