A Paraíba o tempo todo  |

Morre aos 75 anos, Gilberto Braga, autor de ‘Vale Tudo’, ‘Dancin’ Days’ e ‘Celebridade’

A dramaturgia amanheceu de luto. Morreu na noite desta terça-feira (26), o autor brasileiro Gilberto Braga. Ele tinha 75 anos e estava internado no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro.

De acordo com Bernardo Araújo, sobrinho do autor, Gilberto foi internado na sexta-feira (22) depois de ter tido uma perfuração no esôfago. Ele “vinha há alguns anos com vários problemas de saúde e passou por uma cirurgia na coluna, uma no coração e uma hidrocefalia, já vinha apresentando dificuldades para andar”, afirmou.
O carioca faria aniversário na próxima segunda-feira, 1º de novembro. Gilberto era casado com o decorador Edgar Moura Brasil, desde 2014.


De acordo com Bernardo, o tio “vinha há alguns anos com vários problemas de saúde e passou por uma cirurgia na coluna, uma no coração e uma hidrocefalia”, além de já apresentar dificuldades para andar.

“Aí ele acabou indo para o hospital na semana passada. Ele foi internado já bem mal, e lá foi constatada uma infecção generalizada”, explicou.

Braga escreveu novelas de sucessos como Dancin’ Days (1978), Vale tudo (1988), Celebridade (2003) e Paraíso Tropical (2008), que lhe rendeu o Emmy Internacional de Melhor Telenovela.

Gilberto Braga nasceu no Rio de Janeiro, no dia primeiro de novembro de 1945. Cursou a faculdade de Letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e começou a trabalhar dando aulas na Aliança Francesa.

Posteriormente, trabalhou como crítico de teatro e cinema do jornal “O Globo”. Estreou na Globo como autor em 1972, com uma adaptação de “A Dama das Camélias”, de Alexandre Dumas, para um “Caso Especial”.

Sua primeira experiência em telenovela foi com Corrida do Ouro, em 1974, quando dividiu a autoria com Lauro César Muniz e Janete Clair. O primeiro sucesso veio dois anos depois, com “Escrava Isaura”.

Em 1978, estreou no horário nobre, com um dos seus maiores sucessos: “Dancin’ Days”. Sua estreia em minisséries foi com “Anos Dourados”, em 1986.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      18
      Compartilhe