A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Japãozin: conheça o menino da cachoeira que virou fenômeno do “piseiro” e fechou pelo segundo ano os portões do PP

Shows, fãs, fotos e entrevistas. De ajudante de pedreiro, ajudante de camarim, vendedor de pastel, garçom a cantor famoso. E a fama foi meteórica. De origem humilde, o cantor Japãozin se tornou um fenômeno da música estilo “piseiro” e um artista respeitado que mistura rap e funk e pelo segundo ano consecutivo conseguiu “fechar” os portões do Parque do Povo.

Na noite de encerramento da edição 2024 do São João de Campina Grande, Japãozin atraiu uma multidão para assistir ao seu show. Por ser de Campina Grande, ele teve um grande público o esperando na frente do palco.

Aos jornalistas, Japãozim falou dessa época em que trabalhava no Parque do Povo e sonhava em cantar no palco principal.

“Eu saí de casa hoje com o sentimento de trazer só alegria para cá. Cheguei aqui hoje à tarde e tinha muita criança, muita gente me esperando para fazer uma passagem de som. Espero poder retribuir todo esse carinho para minha cidade e com muita responsabilidade encerrar os 33 dias de São João. Pela terceira vez estou cantando em casa e espero fazer um show inesquecível”, disse antes do show.

O show de Japãozin teve diversas músicas no repertório que consagrou o sucesso do cantor de Campina Grande no cenário da música, como “Dano Sarrada”, “Pião de Vida Louca” e “Carinha de Neném”. A apresentação na cidade onde ele cresceu e se projetou artisticamente, foi memorável.

No palco, além de agradecer aos presentes e por sua família estar com ele durante a apresentação, Japãozin foi homenageado recebendo uma medalha em alusão à participação no evento. Ao som de “Ele merece” vindo do público, Japãozin não se conteve e se emocionou no palco.

“Acho que essa medalha aqui já descreve tudo. Eu estou emocionado, não sei muito o que falar. Carreguei tantas mesas, tanto gelo, e hoje carrego a medalha do São João. Então, imagina pra mim como é na minha cabeça viver esse sonho. Eu sou uma prova viva do que Deus fez na minha vida” disse.

Dono do hit Carinha de Neném, que viralizou no TikTok e tem conquistado o Nordeste, Japãozin, se tornou um fenômeno entre os adolescentes e a juventude. De origem humilde, ele viu sua vida se transformar em apenas nove meses com um estouro na carreira que hoje o faz contabilizar quase 300 shows e mais de 2 milhões de ouvintes mensais no Spotify.

Japãozin, nascido em Embu-Guaçu, em São Paulo,  Caio Alexandre, artisticamente conhecido como “Japãozin se mudou para Campina Grande ainda criança e viveu uma realidade difícil e muito humilde no bairro da Cachoeira, hoje, bairro da Glória.

Nos anos difíceis, para ajudar seu pai, trabalhou desde cedo como ajudante de pedreiro e chegava a andar quase 15 km do local de trabalho até em casa. Ele conta que o pouco que ganhava não era usado para o transporte, mas para a “feira da casa”.

O início na música
A trajetória musical começou de forma despretensiosa, quando escreveu a primeira canção em homenagem a amigos que faleceram e desde então, com o apoio de pessoas próximas, foi lentamente ingressando na carreira. E ele não esqueceu as suas origens. Alguns dos clipes ele fez questão de gravar nas escadarias da Cachoeira, na Zona Leste de Campina.

Ele iniciou por meio do funk e do rap, gêneros com as letras aceleradas do rap e ousadas. A profissionalização começou quando um amigo DJ propôs gravar suas músicas, mas com uma condição: que ele se mantivesse no gênero piseiro. Foi também por meio deste amigo que ele conheceu o empresário que lançou nomes como Marcynho Sensação, também dono de hits, e que, neste primeiro momento, o levou para a gravadora Sua Música.

O hit Carinha de Neném
Com um álbum de letras autorais praticamente pronto, surgiu na gravadora a música Carinha de Neném, que em um primeiro momento foi sugerida a outro artista. Mesmo com poucas apostas na música, ele aceitou o convite de gravá-la, mas só foi perceber o potencial da faixa quando viu seu filho cantá-la sem parar.

A música viralizou em questão de dias e em 24h, alcançou meio milhão de visualizações no YouTube e o feito de entrar no Top de músicas do momento do TikTok com mais de 150 mil vídeos reproduzidos com a faixa e 250 mil curtidas no perfil. Em 15 dias de lançamento, 10 milhões de visualizações no clipe oficial, que acumularam 77 milhões.

A fé sempre acompanhou a vida de Japãozim. Ele garante que em todos os eventos, faz o mesmo ritual que começa com uma oração com toda a equipe antes do show e um terço pendurado em um dos dedos da mão. Esta fé também o acompanha tatuada na pele com o dizer “Deus na frente sempre” .

Com sucesso garantido, Japãozin voltou a Campina Grande no último domingo, para reencontrar os amigos, os fãs, principalmente da Zona Leste, e receber o reconhecimento pelo seu talento no palco do Parque do Povo, além de um caloroso abraço do prefeito Bruno Cunha Lima.

Severino Lopes
PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe