Por pbagora.com.br

A Justiça de Limeira condenou Hudson, da dupla Edson & Hudson, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições a três anos e seis meses de reclusão. A punição, no entanto, acabou substituída por prestação de serviços à comunidade e ajuda financeira a uma instituição social da cidade e que, em dois anos, vai somar aproximadamente R$ 65 mil. As informações são do site G1.

 

 O resultado saiu ao final da segunda audiência, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (18) na cidade do interior de São Paulo. Em março deste ano, Hudson foi preso duas vezes no mesmo dia pelas irregularidades.

 O cantor responde a dois processos. O primeiro é por porte ilegal de armas e corre na 2ª Vara Criminal, relativo à primeira prisão de Hudson quando ele foi preso por estar com duas armas, soco inglês e uma faca de cozinha dentro do carro e perto da casa da ex-mulher.

 Em entrevista ao G1 na tarde desta quinta-feira (19), o advogado do cantor, Manuel dos Reis Andrade Neto, disse que irá recorrer da decisão e que considera uma vitória devido ao tipo da pena que foi concedida. Ele, apesar disso, disse não concordar com o resultado.

 

Já o segundo processo está na 1ª Vara Criminal de Limeira ocorrida no dia 20 de março, motivada pela localização de armas sem registro e munições proibidas na casa do sertanejo. Na época, após a segunda prisão, o sertanejo ficou três dias na penitenciária, mas foi liberado pela Justiça.

 

 

O fuxico

Notícias relacionadas

Lei cria Dia Nacional do Sanfoneiro, em homenagem a Sivuca

A data de nascimento do músico paraibano Severino Dias de Oliveira, Sivuca, a partir de agora também é de comemoração ao Dia Nacional do Sanfoneiro. O dia 26 de maio…