Por pbagora.com.br

Um público de mais de 500 pessoas, entre mestres, praticantes e convidados de várias cidades da Paraíba e também de Pernambuco, participaram durante o último final de semana do Encontro Nordestino de Capoeira da Escola Afro Magô, que foi sediado na capital Paraibana. Nos três dias de evento, sexta-feira (27), sábado (28) e domingo (29), realizados no Ginásio Odilon Ribeiro Coutinho, no bairro do Valentina de Figueiredo, ocorreram palestras, oficinas, batizados e troca de corda de capoeira. O vereador Evandro Sérgio (PRP), morador do bairro há 23 anos, além de prestigiar o evento foi também um dos que contribuíram com o apoio logístico para a sua realização.

De acordo com o fundador e presidente da Escola Afro Magô, Marcos Antonio Belarmino da Silva (Mestre Zunga), o encontro funcionou como uma espécie de seletiva para o Campeonato Paraibano de Capoeira que acontecerá no mês de agosto, na Capital, para as categorias de melhor música de capoeira, melhor tocador de berimbau, melhor jogo Individual e melhor jogo de dupla.

“Foi um ótimo evento, pois já na noite da sexta-feira recepcionamos os mestres de capoeira locais e do estado vizinho de Pernambuco com apresentações culturais na Rua do Jarro, no Valentina. Durante todo o sábado, no Ginásio Odilon Ribeiro Coutinho, realizamos palestras, oficinas, aulões, além de apresentarmos vídeos informativos sobre a capoeira de Angola e Regional para os participantes. E por fim, no domingo realizamos passeios e, em seguida, no ginásio houve apresentações de danças de roda, batizados (para os alunos que praticam a capoeira há no mínimo seis meses) e troca de corda de capoeira (que ocorre anualmente e consiste numa espécie de mudança de graduação na prática desportiva)”, contou Mestre Zunga.

Para o vereador Evandro Sérgio, que participou de dois dias do evento, foi muito gratificante contribuir com a promoção desse tipo de ação. “Como desportista que sou intensificarei o apoio a esse tipo de prática saudável ao longo de meu mandato, pois acredito que a prática desportiva permite o desenvolvimento da boa convivência social do cidadão, inerente ao espírito esportivo, além de que esse tipo atividade está diretamente ligado ao estímulo educacional e à saúde em qualquer idade”, enfatizou Sérgio, que tem como prioridades de seu mandato a implementação de projetos voltados para o incentivo ao Desporto e Lazer da população pessoense.

Também estiveram prestigiando o encontro os mestres de capoeira de Pernambuco Coca-cola, Marcos Angola, Genato, Carrasco; os mestres da Paraíba Lima, Sabiá, Colorau e Chico; os contra-mestres Lobo Branco, Wellington Robson; além dos professores paraibanos Craúna, Genérico, Tibério, Pantera, Marola e Coiote.

Sobre a Escolinha
A Escola Afro Magô foi fundada em 1980 no bairro do Castelo Branco. Hoje ela possui cerca de 500 alunos tanto do Castelo Branco, quanto de outros bairros da Capital como Valentina de Figueiredo, José Américo, Paratibe, Funcionários, Gramame, Ubaba, Engenho Venho, além de praticantes das cidades de Campina Grande, Soledade, Cubati, Cajazeiras, Sapé, Bayeux e Cabedelo. Para praticar na escola, que funciona de segunda-feira a sábado, nos três turnos, no Ginásio Odilon Ribeiro Coutinho, no bairro do Valentina de Figueiredo, além de realizar treinos em várias escolas municipais e associações de bairros, o interessado de qualquer idade basta procurar o Mestre Zunga através do cel. (83) 8819-4635. “A escolinha é gratuita e temos alunos de 4 até 39 anos de idade. Para ser um praticante a única exigência é para aqueles que estão em período escolar, que é ter um bom rendimento escolar e freqüência”, complementou Mestre Zunga.
 

Assessoria

Deixe seu Comentário