Por pbagora.com.br

A Associação Paraibana de Produtores e Profissionais de Grandes Eventos lançou um manifesto que tem como objetivo obter respostas das prefeituras e poder público da Paraíba em detrimento da paralisação do setor – que está há mais de 200 dias parado – em razão da pandemia.

“São artistas, produtores, colaboradores e empresários do ramo que amargam o que chamam de “descaso do governo”, diz o texto encaminhado à imprensa. “Pretendemos usar todas as mídias para tentar sensibilizar a sociedade sobre a causa e não está descartado um dia de mobilização”, destacou o empresário Fábio Henrique, da Colônia Produções e presidente da APAGE – Associação Paraibana de Produtores e Profissionais de Grandes Eventos, criada para representar os trabalhadores do segmento.

“O sentimento é de total desprezo e falta de respeito da classe política por nós. Cumprimos a tentativa de diálogo e estamos, inclusive, avaliando outros passos”, completou Fábio. Ainda segundo a categoria, a justificativa para a proibição dos eventos é o fato de não poder haver aglomerações. Contudo, o setor aponta que as cenas do cotidiano mostram o contrário como, por exemplo, a realização de eventos políticos.

“Somos profissionais, lidamos com todo tipo de risco. Estamos preparados para voltar. Em tempos normais, já somos fiscalizados por dezenas de órgãos, e nesse momento nem essa chance nos é dada, como aos demais setores da economia”, apontou.

Redação

Deixe seu Comentário