Por 14 votos favoráveis e quatro contra, a Câmara Municipal de Campina Grande, aprovou, em sessão nesta quinta-feira (21), um projeto de lei enviado pelo Poder Executivo, em regime de urgência, que desafetou da condição de bem público uma área de 24 mil metros quadrados, avaliado em R$ 20 milhões, na valorizada avenida Floriano Peixoto, bairro Dinamérica, onde está instalado o famoso Sítio São João.

O projeto faz a doação do referido imóvel à entidade que organiza o Sítio São João, que tem como um dos responsáveis o vereador João Dantas (PSD).

Em mensagem anteriormente aprovada pelo Legislativo, a referida área foi cedida, em forma de comodato, e sem ônus, para funcionamento do Sítio São João.

Funcionando há dez anos durante o período junino da cidade, o Sítio São João é um espaço cenográfico que mantém vivas as tradições de época. No local é montada uma grande réplica de um vilarejo rural, com imóveis como casa de farinha, engenho de cana, bodega, curral de cavalos, carros de época e carroças de burro e boi, além da tradicional catedral e apresentações diárias de forró pé-de-serra.

O ambiente bucólico foi elaborado pelo ativista cultural João Dantas, principal mantenedor do sítio. “O Sítio São João mostra os vários momentos da história do Brasil. Temos aqui a primeira indústria do país, com a réplica de uma casa de farinha. Temos o engenho de cana de açúcar, que foi o segundo momento da indústria nacional. Existe ainda toda uma arquitetura rural, com ferramentas e mobílias de época”, afirmou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário