A Paraíba o tempo todo  |

Veja como as reduções de impostos vão afetar seu bolso

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

As medidas tributárias anunciadas pelo governo federal nesta semana já começam a fazer efeito no bolso dos consumidores. Além dos veículos, que eram benificiados pela redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) desde dezembro e tiveram o incentivo prorrogado, lojas de materiais de construção e concessionárias de motos também já começaram a reduzir preços.

O objetivo do pacote do governo é estimular a economia do país, cujo crescimento foi afetado pela crise mundial. Pelas novas regras, foi isenta de cobrança de IPI a compra de revestimentos, tintas e cimento, entre outros produtos usados na construção civil. Também foi reduzida a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) que incide sobre motocicletas.

 

A redução do IPI para carros e caminhões, que zera a alíquota para alguns modelos e expiraria em 31 de março, também foi prorrogada pelo governo federal dentro do pacote de estímulo à economia. No primeiro trimestre de 2009, quando a redução tributária para o setor já estava em vigor, a venda de veículos foi recorde para o período.

Mudança de preços

Segundo varejistas, no entanto, nem todos os preços foram reduzidos. Especialmente no setor de material de construção, as empresas ainda estão estudando como isso será feito e há estoques de produtos adquiridos antes da redução do imposto.

 

Grandes lojas como a Leroy Merlin e a C&C, por exemplo, informam que vão alterar os preços dos produtos ao longo do mês. Entretanto, a rede Construmega, das “bandeiras” Telhanorte, Telhanorte Pro e Center Líder, que atua nos estados de São Paulo, Paraná e Minas Gerais, informou mudanças em uma série de produtos. (Para detalhes nas mudanças de preços, veja infográfico acima)

Quando consideradas todas as reduções, a economia obtida na construção de uma casa, entretanto, pode ser significativa. Segundo o economista Roberto Zentgraf, o material de construção representa em média 60% do gasto de quem está construindo. Em uma casa de R$ 30 mil, R$ 18 mil seriam de material. Com o desconto médio de 8%, são R$ 1.440 a menos. A casa passaria a custar R$ 28.560.

No caso de motos, as principais fabricantes já alteraram os preços dos modelos. Os valores, no entanto, são apenas sugeridos e podem diferir do cobrado nas concessionárias.

 

 

G1

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe