A Paraíba o tempo todo  |

‘Tive dois maridos negros’, declara Antônia Fontenelle ao rebater acusações de preconceito racial

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Procurada pela imprensa para se pronunciar a respeito do suposto crime de preconceito de raça, a apresentadora Antônia Fontenelle chamou de sensacionalismo a ação movida contra ela. O procedimento foi aberto pela polícia civil da Paraíba, após ela falar sobre as agressões de DJ Ivis. Na ocasião, Antônia chamou o músico de “paraíba” e ainda se explicou dizendo que seria uma “expressão” para quando alguém faz “paraibada”.

“Estão fazendo sensacionalismo com o meu nome, politicagem, sei lá o que é. Não vou ter medo, porque contra fatos não há argumentos. Se tem uma coisa que eu não sou é homofóbica, misógina, racista. Tive dois maridos negros, tenho um filho negro, sabe? Noventa e oito porcento dos meus amigos são gays. Então, pode falar o que quiser”, disse Fontenelle. A declaração foi feita durante entrevista ao “Já é Podcast”.

Ao ter acesso às imagens das agressões do Dj Ivis contra a sua esposa Pamella Holanda, Fontenelle usou seu perfil nas redes sociais para associar o agressor aos nordestinos. “Esses paraíbas fazem um pouquinho de sucesso e acham que podem tudo. Amanhã vou contatar as autoridades do Ceará para entender por que esse cretino não foi preso”, escreveu em um comentário. Na tentativa de ‘amenizar’ o comentário, a apresentadora disse que Dj Ivis teria cometido uma ‘paraibada’.

“Esse bando de desocupado, da máfia digital, que não tem nada o que fazer, se juntaram para me acusar de xenofobia. De novo? Não cola meu amor, já tentaram me acusar, mas não cola, não. Porque eu falei ‘esses paraíbas quando ganham um pouquinho de dinheiro acham que podem tudo’. Paraíba eu me refiro a quem faz paraibada, pode ser sulista, pode ser nordestino, pode ser o que for, se fizer paraíbada… é uma força de expressão”, disse.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe