Um pai de 35 anos foi preso neste final de semana, em Boa Vista-RR, suspeito de estuprar a filha de 14 anos. De acordo com a delegada Eliane Gonçalves, ele justificava a violência sexual à adolescente como compensação pelo pagamento de pensão alimentícia à jovem. O suspeito nega o crime.

O homem foi preso pela Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) com apoio da Divisão de Inteligência da Polícia Militar e agentes da Polícia Civil. Ele foi detido no bairro Jardim Caranã, zona Oeste da cidade.

Segundo a delegada, no dia 19 de abril, a mãe fez um boletim de ocorrência relatando que a filha estava sendo abusada pelo pai. A garota, conforme a mãe, estava apática, triste e chorava muito facilmente.

De acordo com ela, o abuso se iniciou com o pai pedindo para filha tocar no suspeito. A violência ocorria há pelo menos dois anos.

“Ele levava a vítima para o banheiro onde pedia a ela para lavá-lo nas partes íntimas. Ela questionava e ele dizia que, como a filha cuidava de criança, tinha de aprender a fazer a higiene. Depois de um tempo ele iniciou o ato de conjunção carnal quando a filha tinha 12 anos, até os 14”, detalha Eliane.

Após os exames psicológicos e de conjunção carnal, conforme a delegada, foi pedida a prisão preventiva do suspeito.

“Com os indícios em mãos, pedimos ao Poder Judiciário a prisão dele. Depois do interrogatório, ele mudou de telefone, de endereço e se distanciou de familiares, mas conseguimos achá-lo”, diz a delegada.

Questionado, o pai negou o crime e disse que só falaria na presença do advogado. Após passar por exame de corpo de delito ele foi levado para a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo

 

G1.

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: 2019, ano trágico que já matou quase 500 brasileiros

2019! O ano tem sido trágico e talvez, um dos mais chocantes da história da humanidade. Muita dor, desespero e sofrimento. No ar, no mar, na terra e florestas podemos…