Por pbagora.com.br

Um estudo da Universidade de Colônia, na Alemanha, revelou, nesta quinta-feira (15), que o uso de algum tipo de amuleto da sorte pode melhorar o desempenho de uma pessoa porque aumenta sua autoconfiança.

A pesquisadora Lysann Damisch, da Universidade de Colônia, disse ter notado que “frequentemente atletas, incluindo os famosos, têm suas superstições”.

O jogador de basquetebol Michael Jordan usava shorts da equipe da faculdade embaixo de seu uniforme da NBA para ter sorte.

Tiger Woods usa uma camisa vermelha aos domingos, geralmente o último e mais importante dia de um torneio.

Para entender por que até os campeões usam amuletos, Lysann e seus colegas Thomas Mussweiler e Barbara Stoberock criaram uma série de experiências para conferir se ao ativar as superstições das pessoas elas melhorariam seu desempenho em uma tarefa.

Em uma delas, os voluntários tiveram de carregar um amuleto da sorte com eles. Em seguida, os pesquisadores os levaram embora para tirar fotos. As pessoas levaram todos os tipos de objetos, de antigos animais empalhados a anéis de casamento e pedras da sorte.

Metade dos voluntários recebeu seus amuletos antes de o teste começar. A metade restante ficou sabendo que tinha havido um problema com a câmera e que só receberia o amuleto de volta mais tarde.

Voluntários que ficaram com seu amuleto se saíram melhor em um jogo de memória no computador. Outros testes mostraram que a diferença no desempenho ocorreu porque eles se sentiram mais confiantes e também porque estabeleciam metas mais elevadas para si mesmos.

Segundo os pesquisadores, um simples gesto para desejar boa sorte – como cruzar os dedos – aumentou as chances de sucesso dos voluntários em tarefas que exigiam destreza manual.

A pesquisa foi publicada na Psychological Science, revista científica da Associação de Ciência Psicológica.
 

 

R7