Por pbagora.com.br

 Uma prefeitura do interior de Goiás tomou uma decisão polêmica: deixou parte da cidade às escuras. É que faltou dinheiro para pagar a conta de luz.

Gente de bicicleta, de charrete, morador na porta de casa.

“Pessoa de idade, é um lugar excelente pra gente viver”, falou um senhor.

Mas a calmaria tem hora certa para acabar: às 18 horas em ponto, os últimos raios do sol, e quando a noite chega, é que começam os problemas de quem mora em Nova Glória, no interior de Goiás.

Nesse calorão, a criançada bem que gostaria de brincar mais do lado de fora.

“O pai deles ou eu entra pra dentro, e eles vão atrás. Nós não deixamos ali, não! Muito perigoso mesmo”, contou a dona de casa Edineuza Pinheiro.

Dona Nelci e Seu Sebastião estavam acostumados a ficar sentados na calçada. Já agora…

“Corre perigo e grande,”, disse Nelci.

Nesta escuridão, é melhor nem se arriscar pelas ruas.

“Eu com o carro quase que me pegou ali, naquela travessa ali. Ali perto da escola”, disse um senhor.

A Leonice não escapou: foi atropelada por uma moto.

“Até hoje os nervos da minha mão tão doendo, inclusive a semana passada eu não trabalhei. Eu falei pra ele: se fosse uma criança, do jeito que você bateu, você tinha matado”, lembrou a cuidadora de idosos Leonice Pereira Mendes.

Celular lá, além de ligar e acessar a internet, tem também uma outra serventia.

Mulher: A nova função é a lanterna.

Jornal Nacional: Quer dizer, vai pra fora de casa ele ajuda mesmo?

Mulher: Ajuda bastante.

Agora é assim: uma lâmpada fica acesa e a outra apagada. A prefeitura deve R$ 300 mil de energia.

“Na hora de fechar a folha de pagamento não sobra dinheiro pra energia. E não foram eles que pediram pra cortar não, eu que tomei essa decisão porque ia chegar num ponto, de repente eu chegava e apagava a cidade por inteiro, os prédios por inteiro. Ficaria muito pior”, disse José Antônio Duarte, prefeito de Nova Glória.

Ruas escuras e prédios públicos esbanjando energia. É assim no clube municipal, numa escola e também na garagem da prefeitura. A Dona Márcia, que toda noite tem que pegar a lanterna para buscar a filha no ponto de ônibus, não consegue entender.

Jornal Nacional: Viver na escuridão como é que é?

Márcia Oliveira, faxineira: É muito triste. É você ficar com medo o tempo todo. Por mais que seja uma cidade mais calma, do interior, mas tem o seu perigo.

A prefeitura de Nova Glória declarou que, para conseguir fechar as contas, precisa aprovar, na Câmara Municipal, a cobrança do serviço de iluminação pública.

Mas que ainda não conseguiu chegar a um acordo com os vereadores. A prefeitura também afirmou que deixa parte das luzes de prédios públicos acesa, durante a noite, como medida de segurança.

Notícias relacionadas

“Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa”, diz Bolsonaro sobre pandemia

O presidente Jair Bolsonaro, em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira (17), chamou de “idiotas” as pessoas que ficam em casa ao obedecer medidas restritivas para evitar a covid-19.…