Por pbagora.com.br

O presidente dos Correios, general da reserva Juarez Cunha, anunciou em seu perfil no Twitter a sua saída da presidência da estatal. Virtualmente demitido na sexta-feira (14/6), Cunha foi trabalhar normalmente na segunda-feira (17/6), como informou o jornal O Estado de S. Paulo. “Só vou sair daqui a hora que chegar oficialmente, aí eu saio, senão, não saio não”, disse ele nessa terça-feira (18/6), em evento fechado da empresa ao qual o jornal teve acesso.

Na rede social, Cunha escreveu que seu período à frente da estatal foi composto de “7 meses de alegria”, com a obtenção de “excelentes resultados” e a “recuperação da empresa”. “Saldo muito positivo e a certeza de que vocês continuarão no cumprimento da missão”, disse o general.

Em carta aos funcionários da instituição, Cunha escreveu que “obteve eco positivo no âmbito da maioria do dos empregados” e que “se não fosse para exercitar minhas firmes convicções, não poderia ser presidente dos Correios”. Cunha se despediu com o bordão do presidente Jair Bolsonaro levemente modificado: “Brasil acima de tudo! Correios no coração de todos!”

Correio Braziliense

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vocalista do Roupa Nova passa por transplante de medula óssea

Diagnosticado com um linfoma, um câncer no sistema linfático, Paulinho, vocalista do Roupa Nova, passou por transplante de medula óssea autólogo, procedimento em que as próprias células-tronco do paciente são…

Justiça Eleitoral quer criar plataforma para votação online por celulares e smartphones

No dia 15 de novembro, à partir das 7h da manhã, todos os municípios do Brasil vão realizar o primeiro turno das eleições. Nesse momento, os representantes do povo são…