Por pbagora.com.br

Uma proposta incluída no chamado pacto republicano, que será assinado hoje pelos presidentes dos três Poderes, em Brasília, vai proteger juízes de primeiro grau que julgam integrantes de organizações criminosas. Em vez de julgarem sozinhos as lideranças de facções criminosas, os magistrados poderão compor um colegiado específico para esses casos. O pacto republicano foi antecipado pelo Estado na sexta-feira.

A finalidade é evitar riscos para os juízes e, ao mesmo tempo, proteger os julgamentos de possíveis pressões. A sugestão foi incorporada ao pacto por representantes do Judiciário e, conforme o documento, tem por objetivo “trazer garantias adicionais aos magistrados, em razão da periculosidade das organizações e de seus membros”.

O Estado de São Paulo

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Anvisa aprova vacinas CoronaVac e Oxford; vacinação começa quarta, diz ministro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta domingo (17), por 5 votos a 0, o uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac contra a covid-19. Os pedidos…

Enfermeira de 54 anos é a primeira brasileira vacinada com dose da CoronaVac no país

O governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacina…