Foto: reprodução / vídeo

A energia limpa é o futuro. Enquanto grandes potencias lutam para, até 2050, atingir metas tímidas neste campo, o Brasil já é o campeão disparado, seguido do Canadá. O governo brasileiro, no entanto, está na contramão, praticamente ignorando este enorme potencial do País e voltado ainda para o petróleo que começa a ser uma fonte de energia do passado.

Foi o que ficou evidente da palestra proferida pelo escritor Jorge Caldeira, que esteve na Paraíba, onde participou do I Festival Literário de Bananeiras, no Brejo da Paraíba. “A energia eólica é o futuro para o mundo, mas é presente para o Brasil”, afirmou ele em palestra no Centro Cultural Oscar de Castro, dividindo a plateia com a escritora Maria Valéria Rezende, tendo como mediador o jornalista Heron Cid.
Jorge Caldeira é autor do livro “História da riqueza no Brasil”. Segundo ele, a energia limpa é a base para o crescimento do Brasil. “Qualquer empreendimento industrial, qualquer coisa que exija consumo de energia intensiva, qualquer empresário atento a isso dirá: vou para o Brasil”, disse o escritor, para quem o País pode viver até 2050 sem depender do petróleo.

Por que o Brasil tem essa fonte energética tão limpa? Segundo Jorge Caldeira, é por causa de providências tomadas no passado, tais como a instalação de usinas hidrelétricas, depois o Proálcool e, agora, a energia eólica.

A certa altura, o escritor observou: “Tudo que estamos falando de futuro não está na cabeça dos nossos governantes. Aqui se trabalha para o petróleo ficar mais tempo no Brasil, o que é o contrário de tudo isso de que estamos falando. Naquilo que é governo e atitude planejada, nós estamos na contramão”.

No vídeo a seguir, você assiste parte da explanação de Jorge Caldeira:

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Sai de uma prisão e vai entrar em outra”, diz Bolsonaro sobre Lula querer casar

Não é de hoje que o presidente Jair Bolsonaro direciona críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . Nos últimos dias, os comentários de Bolsonaro foram direcionadas à decisão…

Concurso: 2º colocado liga para 1º e diz que teste foi cancelado

Um homem foi condenado após tentar fraudar concurso para sargento técnico temporário do Exército Brasileiro. O caso ocorreu em Fortaleza (CE) há dois anos. Na ocasião, o acusado, que era…