Detido na Espanha – onde foi apreendido com 39 kg de cocaína que levava dentro de um avião da Força Aérea, que fazia parte da comitiva presidencial, durante uma viagem ao exterior – o sargento Manoel Silva Rodrigues está processando o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). A alegação do militar é que ele está sendo acusado de tráfico internacional de drogas pela Comissão de Relação Exteriores da Câmara dos Deputado e não está tendo o direto de se defender.

Eduardo Bolsonaro preside a comissão que já ouviu representantes do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência e da FAB, e todos colocaram a culpa em Manoel. Por meio dos seus advogados, o sargento tentou de diferentes formas entrar em contato com o parlamentar para que pudesse ser ouvido.

Como não houve resposta até o momento, Rodrigues ingressou com o pedido na Justiça comum de Brasília. A juíza Joana Cristina Brasil Barbosa Ferreira não acatou a solicitação. Para a magistrada não há urgência para o militar se manifestar sobre o caso, e disse que a Comissão de Relações Exteriores da Câmara não tem a função de julgar criminalmente.

Manoel Silva Rodrigues pode entrar com um recurso na segunda instância da Justiça e aguardar que o inquérito que corre sob sigilo na FAB resulte na abertura de um processo judicial, quando só então poderá ser ouvido.

Revista Fórum

Total
4
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais de 600 toneladas de resíduos foram retiradas de praias nordestinas afetadas por óleo

Desde o dia 2 de setembro, foram recolhidas mais de 600 toneladas de resíduos das praias do litoral nordestino, ao longo dos 2.250 quilômetros afetados pelo óleo. A informação foi…

Aeronave cai no meio da rua, no Caiçara, em Belo Horizonte

Uma aeronave de pequeno porte caiu na manhã desta segunda-feira (21), na Rua Minerva com Belmiro Braga, no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte, mesma rua onde um…