Por pbagora.com.br

Detido na Espanha – onde foi apreendido com 39 kg de cocaína que levava dentro de um avião da Força Aérea, que fazia parte da comitiva presidencial, durante uma viagem ao exterior – o sargento Manoel Silva Rodrigues está processando o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). A alegação do militar é que ele está sendo acusado de tráfico internacional de drogas pela Comissão de Relação Exteriores da Câmara dos Deputado e não está tendo o direto de se defender.

Eduardo Bolsonaro preside a comissão que já ouviu representantes do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência e da FAB, e todos colocaram a culpa em Manoel. Por meio dos seus advogados, o sargento tentou de diferentes formas entrar em contato com o parlamentar para que pudesse ser ouvido.

Como não houve resposta até o momento, Rodrigues ingressou com o pedido na Justiça comum de Brasília. A juíza Joana Cristina Brasil Barbosa Ferreira não acatou a solicitação. Para a magistrada não há urgência para o militar se manifestar sobre o caso, e disse que a Comissão de Relações Exteriores da Câmara não tem a função de julgar criminalmente.

Manoel Silva Rodrigues pode entrar com um recurso na segunda instância da Justiça e aguardar que o inquérito que corre sob sigilo na FAB resulte na abertura de um processo judicial, quando só então poderá ser ouvido.

Revista Fórum

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Força Tarefa aponta irregularidades nos gastos relacionados à Covid-19

Falta transparência e sobram irregularidades. Essas são as conclusões da Força Tarefa Cidadã, uma iniciativa criada para monitorar gastos públicos dos municípios no enfrentamento à pandemia da Covid-19. A ação…

Governo federal altera regras no programa Minha Casa, Minha Vida

O Governo Federal anunciou mudanças no programa de habitação Minha Casa, Minha Vida. As novas regras são válidas aos beneficiários da faixa 1 do programa, que contempla famílias com renda…