Por pbagora.com.br

A 1ª Vara Cível de Santana, em São Paulo, mandou apreender todos os exemplares do livro ‘Isabella’, que passou a circular na região Sudeste há alguns dias. O livro, de autoria de Paulo Roberto Papandreu, clínico geral no Rio Grande do Sul, inocenta o pai e a madrasta e defende a tese de acidente doméstico para explicar a morte da menina e a queda dela do sexto andar do prédio onde o casal Nardoni morava.

O juiz Edmundo Lellis Filho atendeu ao pedido da mãe de Isabella, Ana Carolina de Oliveira, e concedeu a liminar na quinta-feira, proibindo a venda, divulgação e discussão sobre o conteúdo do livro pelas partes envolvidas. Também decretou segredo de justiça.

O Dia