Por pbagora.com.br

O desembargador Galdino Toledo, da 9ª Câmara de Direito Privado de São Paulo, decidiu no começo da noite de ontem (26), confirmar todas as decisões de primeira instância a respeito do testamento de Gugu Liberato.

Toledo negou diversos pedidos de Rose di Matteo, mãe dos herdeiros, como a tentativa de obter bloqueio dos bens do inventário. Decidiu também manter Aparecida Liberato, irmã de Gugu (e nomeada por ele) como testamenteira e curadora das filhas menores, Marina e Sofia.

Gugu Liberato teve morte confirmada no dia 22 de novembro de 2019, após sofrer um acidente em sua casa, em Orlando, Flórida, nos Estados Unidos. Gugu bateu a cabeça e chegou a ser socorrido para um hospital, porém teve morte cerebral.

A fortuna do apresentador foi divida em duas partes iguais. Da primeira metade, o dinheiro ficou para seus filhos João, Sofia e Marina; da segunda, Gugu deixou 75% para os três filhos e os outros 25% para os sobrinhos.

O Globo

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Programa de incentivo educacional oferta descontos na Black Friday

Descontos oferecidos pelo Educa Mais Brasil ficam disponíveis até a próxima sexta-feira, 27 A Black Friday é um dos eventos mais esperados do ano pelas pessoas que desejam adquirir algum…