Um homem de 25 anos entrou com uma marreta em uma seção eleitoral no bairro Graziela, em Morro da Fumaça, no Sul de Santa Catarina, e destruiu uma urna eletrônica. Morador do município, ele foi detido por outros eleitores até que a Polícia Militar chegasse no local.

Segundo a chefe de cartório da 34ª Zona Eleitoral, Isabel Anacleto Placido, as mídias onde ficam computados os votos não foram afetadas. Esses dispositivos puderam ser inseridos em uma nova urna eletrônica e nenhum voto já realizado foi perdido. Ainda de acordo com Isabel, a substituição foi rápida porque os técnicos estavam perto do local.

Conhecidos do homem que destruiu a urna dizem que ele sofre de problemas psicológicos. O eleitor já havia publicado nas redes sociais textos informando que destruiria a urna. Ele também já teria publicado nas redes sociais que iria matar o presidente da República, Michel Temer, e não manifestava preferência por nenhum candidato ou partido.

Painel Político

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: 2019, ano trágico que já matou quase 500 brasileiros

2019! O ano tem sido trágico e talvez, um dos mais chocantes da história da humanidade. Muita dor, desespero e sofrimento. No ar, no mar, na terra e florestas podemos…

Previdência deve ser votada em plenário do Senado na próxima terça

O relator da reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), apresentou na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Casa, na quinta-feira (19), o seu relatório das emendas…