Por pbagora.com.br

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, ironizou, nesta quarta-feira (18), a decisão do plenário de aceitar os embargos infringentes e dar uma segunda chance a 12 dos 25 condenados no processo do mensalão.

Após o encerramento da sessão que proclamou a aceitação dos recursos, um jornalista perguntou ao ministro sobre a suposta “pizza”. Gilmar Mendes achou graça do questionamento e, entre gargalhadas, brincou com a imprensa.

 

— Eu posso recomendar uma pizzaria para vocês.

 

Fux será o relator do novo julgamento do mensalão

 

O ministro foi um dos cinco que votaram pela rejeição dos embargos infringentes, classificando os recursos como “retrógrados”.

Durante seu voto, na semana passada, Gilmar Mendes chegou a comparar o mensalão com o caso do deputado federal Natan Donadon, que está preso. O parlamentar foi condenado, pelo STF, por peculato e formação de quadrilha, por desviar R$ 8 milhões por meio de fraudes em licitações.

Na ocasião, o ministro também usou de ironia ao sugerir que o valor desviado pelo deputado é irrisório, quando comparado aos desvios do mensalão. E afirmou que a aceitação dos embargos infringentes garantiria ao deputado um segundo julgamento.

— Nesse contexto [do mensalão], o crime de Donadon deveria ser tratado em juizado de pequenas causas! E, certamente, ele terá de ter direito à revisão. É disso que nós estamos a falar. Estamos a falar de fatos extremamente graves que têm consequência para todo o sistema.

 

 

R7