A Paraíba o tempo todo  |

Fiquei sem chão, diz Ceará sobre não poder imitar Silvio

O humorista Wellington Muniz, o Ceará, revelou que ficou sem chão ao saber que não pode mais imitar Silvio Santos.

Irritado com os últimos cercos do Pânico no salão do Jassa, em São Paulo, e pelo programa ter supostamente dublado uma fala sua, Sílvio Santos entrou com uma ação na Justiça proibindo a imitação e ordenando que os humoristas fiquem a pelo menos 100 metros dele, sob pena de multa de R$ 100 mil.

Ceará contou à Folha de São Paulo que não entendeu o que houve. Em 2007, o Pânico foi ao SBT e Sílvio autorizou a imitação.

— Não entendi até agora, fiquei sem chão, não me lembro de ter tomado um susto tão grande. Sempre fiz como uma grande homenagem e achei que ele entendesse assim. Já fomos ao SBT. Achei que tínhamos uma boa relação.

Apesar de não ter entendido o que houve, Ceará contou que vai respeitar a decisão. A Band ainda estuda se vai recorrer da sentença judicial.

— Ele tem todo o direito de não querer ser imitado, afinal, é o dono do personagem. Mas nos surpreendeu.

Duas semanas antes de ser proibido de se aproximar de Silvio, Ceará foi até o salão de Jassa entregar pessoalmente ao apresentador um convite para seu casamento com Mirella Santos.

— Sempre fui grato por ele me deixar usar sua imagem. Fiquei sabendo da liminar no dia do casamento (dia 1º). Foi uma cacetada. Imagina a minha cara. O público já está sentindo falta do Silvio, e eu também.

 

R7

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe