Por pbagora.com.br

Diretor do Jornal do Brasil se demite por fim da versão impressa

Após ter sido apontado como eventual substituto do empresário Nelson Tanure na administração do Jornal do Brasil, o executivo Pedro Grossi, diretor-presidente do diário, anunciou sua saída.

Em e-mail enviado aos editores e diretores do JB, Grossi declarou que deixa seu cargo de presidente da Docas – holding que administra o diário – por discordar da migração integral para a Internet, segundo informou o site Janela Publicitária.

“Prezados, em almoço realizado hoje [segunda-feira (12)], na presença do Dr. Ronaldo Carvalho e da Dra. Angela Moreira, o Dr. Nelson Tanure informou que publicará na edição de amanhã do Jornal do Brasil uma notificação assinada pela direção da empresa e dirigida aos leitores na qual explica a transposição do jornal escrito para o tecnológico (internet). Considerando que isto contraria a razão pela qual fui contratado, solicito, sem perda de meus direitos, que o expediente do jornal e de todas as revistas não conste mais meu nome”.

Em entrevista ao Portal IMPRENSA, no começo de julho, Eduardo Jâcome, diretor de operações da Docas, chegou a apontar Grossi como sucessor de Tanure, que estudava abrir mão de sua participação no JB.

A respeito da extinção da versão impressa, Jâcome disse, à época, fazer parte das estratégias da empresa; nada tinham a ver com a saída de Tanure.

“A gente está estudando a melhor saída para o jornal e consideramos algumas possibilidades. Mas não é possível tomar nenhuma decisão ainda. Isso demanda estudos de mercado, levantamento com os leitores. A gente busca o melhor caminho, e isso a gente vem fazendo há bastante tempo”, declarou Jâcome.

 

Portal IMPRENSA