Por pbagora.com.br

O empresário Lucas Porto, de 37 anos, confessou que matou a sobrinha-neta de Sarney, a publicitária Mariana Costa, de 33 anos. Porto, que era cunhado da vítima, disse que o motivo pelo assassinato seria uma atração por Mariana. A mulher foi morta por asfixia.

A informação foi divulgada em entrevista coletiva pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, nesta quarta-feira (16), em São Luís (MA). “Ele disse que tinha uma atração muito forte pela Mariana. Disse que foi ao quarto e a encontrou sem roupa. Lá, resolveu consumar seu desejo sexual. Daí se chegou a um resultado morte”, disse o secretário.

O empresário teve prisão preventiva decretada pela Justiça, na segunda-feira, e está com outros presos em uma cela no Centro de Triagem, em Pedrinhas. Inicialmente, Lucas Porto havia negado a autoria do crime.

O objetivo da polícia com a sequência dos trabalhos é confirmar se o depoimento de Lucas Porto tem procedência. “Este caso é difícil, pois envolve a subjetividade dele e o respeito em memória da vítima e a dor da família. Não estamos entrando em detalhes do depoimento dele, que foi madrugada à dentro”, concluiu o secretário.

 

Jornal do Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 38 milhões

A Mega-Sena sorteia neste sábado (24) um prêmio estimado de R$ 38 milhões. O sorteio das seis dezenas do concurso 2.312 será realizado, a partir das 20h (horário de Brasília),…

Bolsonaro anuncia fechamento de sete embaixadas

Através das suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (23) o fechamento de sete embaixadas brasileiras espalhadas pelo mundo. São elas: Freetown (Serra Leoa) Monróvia (Libéria) Saint George’s…