Por pbagora.com.br

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou ontem, sexta-feira (31) que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai divulgar o salário dos servidores do Judiciário, mas vai preservar o nome de cada um. Segundo o ministro, que também presidente o CNJ, a portaria que regulamenta a ação será publicada na próxima semana.

“Nós vamos resguardar os nomes das pessoas, mas vamos dar os referenciais do salário. Muitas pessoas fazem reparos quanto ao problema da intimidade e da segurança. Estamos levando em conta essas ponderações”, disse o ministro aos jornalistas em São Paulo, logo após sair de um evento no Palácio da Justiça. Por enquanto, não serão publicados dados como diárias de viagem, passagens e gratificações.

Ontem (30) o ministro já havia anunciado que o CNJ vai divulgar na internet todas as suas contas. Os recursos recebidos e as despesas feitas, assim como os salários dos integrantes, poderão ser consultados em breve pelos cidadãos.
 

 

Congresso em Foco

Notícias relacionadas

Sisu 2021: classificação por nota de corte é alterada após prorrogação de inscrições

Candidatos podem se inscrever até amanhã, 14 Além da prorrogação das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), edição 2021.1, a classificação dos inscritos por meio da nota da corte…