Por pbagora.com.br

Em meio a uma série de denúncias de irregularidades sobre o uso da cota de passagens aéreas pelos parlamentares, a presidência da Câmara dos Deputados deve definir novas regras para organizar a utilização destes benefícios por deputados e senadores. A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (20) pela assessoria de imprensa da presidência da Casa.

O texto diz que o presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), “reconhece que deputados, inclusive ele próprio, destinaram parte dessa cota a familiares e terceiros não envolvidos diretamente com a atividade do Parlamento”. O presidente da Casa não especificou como e quando usou o benefício para familiares.

Segundo a nota, o uso indiscriminado era fruto da falta de regras claras definindo os limites de utilização dos créditos. Estudos serão feitos para se definir como será encaminhada a readequação e reestruturação dos pagamentos feitos pela Casa.

“As diretrizes dessa readequação serão a transparência absoluta (já definida nas verbas indenizatórias), a redução dos gastos e a sua publicidade para que todos a elas tenham acesso”, diz a nota.

 

 

UOL

Deixe seu Comentário