Por pbagora.com.br

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (28) a aquisição de 50% do capital social do Banco Votorantim por R$ 4,2 bilhões. Em comunicado enviado ao mercado nesta manhã, o BB informou, ainda, que passará a ter 49,99% do capital votante da instituição.

Segundo as companhias, do montante das negociações R$ 3 bilhões serão pagos à Votorantim Finanças e outro R$ 1,2 bilhão aportado diretamente no Banco Votorantim, por meio de subscrição de ações.

Para completar a parceria, o Banco do Brasil vai realizar a distribuição de R$ 750 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio à Votorantim Finanças. Além disso, o BB vai converter em ações preferenciais de 7.412.620.267 ações ordinárias de emissão do Banco Votorantim.

Por fim, o BB vai adquirir 33.356.791.198 ações ordinárias do Banco Votorantim por R$ 2,96 bilhões, e vai subscrever 7.412.620.277 ações preferenciais do BV por R$ 1,2 bilhão.

“Simultaneamente à aquisição das ações de emissão do BV, o BB adquirirá, pelo valor de R$ 30.211.394, participação acionária de 50% do capital social total da empresa BV Participações S.A., holding que detém a totalidade das ações de emissão das empresas BV Sistemas, CP Promotora de Vendas e Votorantim Corretora de Seguros”, completou o comunicado.

As instituições informaram que a governança do BV e da BV Participações AS será compartilhada entre a VF e o BB. “O Conselho de Administração será paritário, com três membros indicados por cada instituição, e a presidência do Conselho será alternada anualmente. Todas as decisões estratégicas serão tomadas de forma conjunta.”

“Como benefícios para a sociedade e para os clientes, o BB e o BV assumiram o compromisso de reduzir em pelo menos 25% o valor máximo divulgado para a taxa de cadastro da BV Financeira S.A., enquanto que o valor efetivamente cobrado deverá ser reduzido em no mínimo 9,1%. Essa condição deverá ser observada até 31 de dezembro de 2012”, finalizou o comunicado.

 

IG

Notícias relacionadas

Do Psol a bolsonaristas, políticos lamentam morte de Bruno Covas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) morreu neste domingo (16), no Hospital Sírio-Libanês, onde estava internado desde início de maio para tratamento imunoterápico contra o câncer. A doença foi descoberta em…