Por pbagora.com.br

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovou na quarta-feira (15) o Projeto de Decreto Legislativo 510/08, do deputado Homero Pereira (PR-MT), que anula a demarcação da reserva indígena Maraiwatsede, localizada em Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia (MT).

A área, de 164,241 mil hectares, foi demarcada em 1998 e é questionada por índios xavante e agricultores. O relator na comissão, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), defendeu a aprovação do projeto porque, segundo seu relatório, desde a década de 60 não há mais indígenas vivendo na região.

Terras ocupadas
“A demarcação de terras ocupadas por agricultores e por áreas urbanas consolidadas provoca inúmeros prejuízos sociais e econômicos na região”, declarou Piau em seu relatório.

O deputado de Minas Gerais afirmou ainda que os agricultores supostamente prejudicados não tiveram direito a ampla defesa no processo administrativo que motivou a demarcação.

“Os cidadãos brasileiros que ali desenvolvem suas atividades produtivas e, por meio delas, garantem a sobrevivência deles e de suas famílias, tiveram seu direito de propriedade violado”, concluiu.

Tramitação
O projeto ainda será analisado pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de i ser votado pelo Plenário.
 

Agencia Câmara

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano defende continuidade do auxílio emergencial para estimular a recuperação econômica

O senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), em entrevista na noite desta segunda-feira (19) em João Pessoa, defendeu a discussão, no Congresso, da continuidade do auxílio emergencial. Ele defende a…

Luciano Hang testa positivo para Covid-19 e se interna em hospital de luxo

Luciano Hang, 58, dono da rede de lojas Havan, testou positivo para a Covid-19 e está internado em um hospital da Prevent Sênior na capital paulista, informa a Folha de…