Por pbagora.com.br

Imagens do acidente entre dois jet skis na Praia da Enseada, no Guarujá, no litoral paulista, serão usadas nas investigações que apuram a morte de uma adolescente de 17 anos. O acidente foi na tarde desta quinta-feira (22).

“Nós temos que analisar as provas, inclusive visuais do fato. Nós temos uma filmagem. Ela será submetida à perícia, vai ser ampliada e aí, sim, nós vamos analisar, ver quem vinha em qual direção, quem tinha preferência”, afirma o delegado Carlos Schneider, que investiga o caso. A Capitania dos Portos também irá apurar a morte da adolescente.

O homem que dirigia o outro jet ski que se chocou contra o equipamento pilotado pela menor foi preso por homicídio culposo – quando não há intenção de matar. Os dois não possuíam licenças para conduzir os jet skis.

 

“Eu sei que não vai voltar a vida dela infelizmente, mas a gente vai procurar ver quem é o culpado deste acidente para tentar punir”, disse o pai da vítima, Joaquim Alves de Oliveira.

A embarcação pilotada pela adolescente era alugada e o dono do equipamento ainda irá prestar depoimento. A jovem morava em São Paulo e estava passando as férias na cidade com um grupo de amigas.

Os jet skis se chocaram quase de frente, fazendo com que um deles subisse e atingisse a cabeça da jovem. Após o acidente, a moça foi levada a uma lancha que estava no mar e socorrida pelo Corpo de Bombeiros. De acordo com os bombeiros, ela teve um trauma no crânio, sangrava muito e já estava em parada cardiorrespiratória. A turista foi levada em estado grave para o setor de emergência do Hospital Santo Amaro, mas não resistiu.

Oficiais da Marinha estiveram no local para notificar e lacrar as embarcações.

 

 

G1

Notícias relacionadas

Sisu 2021: classificação por nota de corte é alterada após prorrogação de inscrições

Candidatos podem se inscrever até amanhã, 14 Além da prorrogação das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), edição 2021.1, a classificação dos inscritos por meio da nota da corte…