Em contato com a reportagem do PB Agora, na tarde desta quinta-feira (28), o Ministério Público da Paraíba confirmou que irá analisar o conteúdo de um áudio vazado sobre uma negociação suspeita entre o prefeito de João Pessoa, Luciano  Cartaxo e os secretários Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, envolvendo dinheiro público.

O caso veio à tona na manhã de hoje após publicação do conteúdo do  áudio, trazido com exclusividade na coluna do jornalista Wellington Farias, no portal www.pbagora.com.br.

Segundo o órgão, caso seja evidenciada a prática de algum ilícito, o Ministério Público tomará as medidas cabíveis ao caso, enquadrando os responsáveis na forma da lei.

“O Ministério Público da Paraíba vai analisar o áudio e o conteúdo da gravação, e tentar identificar algum dado concreto. Evidenciada a prática de algum ilícito  adotará, como de costume, todas medidas cabíveis ao caso”, informou, via assessoria. 

O CASO

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), e os secretários Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, das Secretaria de Saúde e Desenvolvimento Social respectivamente, foram flagrados em um áudio supostamente negociando propina. 
Possivelmente a reunião aconteceu durante o período eleitoral do ano passado. 

O áudio deixa alguns questionamentos, tais como:

Por que prefeito, tem que “pagar mais para pegar $ 1 milhao”?

Por que na saúde pode ser mais interessante se for 40% e na Emlur for 30%?

Por que a preocupação de escolher o fornecedor pra pagar? E tem que ser um que dê segurança e não seja ficção?

O portal PB Agora segue acompanhando o caso.

 

Leia também:

EXCLUSIVO: vaza áudio de conversa sigilosa de Luciano Cartaxo, Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares sobre grana pública

Cartaxo em xeque: áudio vazado mostra mais perguntas que respostas

Saiba o que é ’00’ e ’25’ do áudio da reunião entre Cartaxo e secretários

 

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“PAU-DE-ARARA”: RC e demais políticos voltam a se manifestar contra preconceito de Bolsonaro com o Nordeste

“Parente pau-de-arara”. Esse foi o termo utilizado pelo presidente da República Jair Bolsonaro ao se referir ao seu sogro, que é nordestino da cidade de Caruaru, em Pernambuco. Bolsonaro, que…

OUÇA – Bolsonaro volta a agredir nordestinos: “Parente pau-de-arara”

Após tachar os governadores nordestinos de ‘paraíbas’ durante café da manhã com jornalistas, em Brasília, na última sexta-feira (19), o presidente da República Jair voltou a usar termos pejorativos para…