João Pessoa, 20 de Novembro de 2017

04 de Maio de 2016

Efraim comemora aprovação da MP que renegocia dívida rural

Efraim comemora aprovação da MP que renegocia dívida rural

 Maior defensor da renegociação das dívidas dos produtores rurais nordestinos na bancada da Paraíba, o deputado federal Efraim Filho (DEM-PB) comemorou a aprovação da Medida Provisória 707/15 nesta quarta-feira (4) na Câmara dos Deputados. A MP reabre prazos e concede diversos benefícios para os produtores rurais buscarem a adimplência.


Os agricultores terão mais tempo para liquidar os débitos contraídos com o Banco do Brasil e com o Banco do Nordeste sem a ameaça de perder suas terras por execuções judiciais, sem ter o nome inscrito na Dívida Ativa da União.


Para Efraim, o texto representa uma conquista dos produtores rurais, mas que o texto ainda enfrentará o plenário Senado e a sanção presidencial. “Essa luta dos agricultores é travada há mais de 20 anos, mas confio em nossa vitória”, ressalta.


O prazo de renegociação foi ampliado por mais um ano, até 31 de dezembro de 2017. São mais de R$ 20 bilhões entre prestações vencidas e a vencer. O Projeto de Lei de Conversão 8/2016 aprovado prevê descontos de até 95% em casos específicos.


A aprovação da MP resulta de amplo debate, realizado por meio audiências públicas nos estados, e articulação com os parlamentares da Bancada do Nordeste, sob a coordenação do deputado Júlio César (PSD-PI), e também na comissão mista, com o relatório do deputado Marx Beltrão (PMDB-AL).


O democrata contou também com o apoio das entidades que representam o setor como a Faepa (Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba), além de lideranças como Mário Borba.


“A agricultura representa a base econômica dos nove estados nordestinos. Incentivar essa retomada significa contribuir para toda uma cadeia produtiva, para a economia da região, mas, sobretudo, para a melhoria da vida de milhares de famílias”, conclui o parlamentar.


PB Agora com Ascom



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.