João Pessoa, 20 de Novembro de 2017

13 de Novembro de 2017

Tite escala Seleção Brasileira ideal pela primeira vez como titular

Tite escala Seleção Brasileira  ideal pela primeira vez como titular

 Uma matéria do GloboEsporte.com antes do jogo contra o Paraguai, pelas eliminatórias, começava com o seguinte parágrafo:

“Hoje, 25 de março de 2017, a seleção brasileira ideal na cabeça de Tite é formada por Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.”

Só agora, quase oito meses depois, o técnico vai conseguir escalar seu time principal, aquele que começaria a Copa do Mundo se ela fosse hoje. Os jornalistas não viram, mas esses 11 treinaram como titulares no domingo, no aconchegante e gelado Craven Cottage, estádio do Fulham.

As atuações coletivas e individuais desde setembro de 2016, quando Tite estreou, levaram naturalmente a essa formação. Ela está clara na cabeça dele, dos jornalistas que seguem a Seleção, e de boa parte da torcida, mas nunca foi escalada desde o início. Só em seu 17º jogo no comando, o amistoso desta terça-feira, contra a Inglaterra, no Wembley, o treinador poderá tirá-la do papel.

– É muito importante ter todos os jogadores à disposição, e ele (Tite) pode escolher da forma que achar melhor. Será um grande desafio para nós jogar contra uma seleção muito qualificada, europeia, será muito importante na nossa preparação – avaliou o meia Coutinho, de volta.

Os desfalques, originados por uma lesão aqui, um cartão ali, impediram essa equipe de atuar junta por mais tempo. Foram só 36 minutos até aqui: 31 logo na estreia, a vitória por 3 a 0 sobre o Equador, e mais cinco diante da Colômbia, na rodada seguinte. Ou seja, no apito inicial do amistoso, os 11 ideais de Tite voltarão a jogar juntos depois de mais de um ano.

Nesses 36 minutos que o time titular de terça esteve reunido, a Seleção marcou quatro gols, média de um a cada nove minutos. Um número animador. Escalar esse time, nessas circunstâncias, a sete meses do início da Copa do Mundo, indica que ele é muito candidato a ser, de fato, o escolhido para tentar o hexacampeonato na Rússia. Mas não significa que Tite não tenha mais dúvidas.

Há três jogadores reservas para os quais ele gostaria de encontrar uma vaguinha, uma brecha. São eles o zagueiro Thiago Silva, o volante Fernandinho e o meia-atacante Willian. O trio é considerado titular, embora ainda não tenha alcançado esse status quando todos estão à disposição. Isso porque Marquinhos, Miranda, Casemiro e Renato Augusto dificultam ao máximo a vida da concorrência, com atuações regulares e eficientes.

Renato, por sinal, é quem tem mais sombras. Tanto Fernandinho como Willian podem substitui-lo. Na primeira opção, o volante do Manchester City faria uma função mais adiantada, foi assim na vitória da última sexta-feira, sobre o Japão. Na outra, Philippe Coutinho seria deslocado para o meio-campo, numa junção dos mais talentosos homens de frente.

Contra a Inglaterra, num jogo pesado, entre campeãs mundiais, mais do que observar e avaliar jogadores, Tite quer ver o comportamento de seu time. Por isso, o time ideal, finalmente.

Veja as informações da seleção brasileira para enfrentar a Inglaterra: Local: estádio Wembley, em Londres (ING)

Data e horário: terça-feira, às 18h (de Brasília)

Escalação: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus

Arbitragem: Artur Soares Dias, auxiliado por Rui Licínio Tavares e Paulo Alexandre Santos Soares (todos de Portugal) Árbitro de vídeo: Tiago Lopes Martins, auxiliado por João Carlos Capela (ambos de Portugal) Transmissão: TV Globo (com Galvão Bueno, Casagrande, Junior, Arnaldo Cezar Coelho e Tino Marcos), SporTV (com Luiz Carlos Jr, Lédio Carmona e Muricy Ramalho) e GloboEsporte.com

Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 17h

Globo.com



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.