João Pessoa, 18 de Outubro de 2017

06 de Outubro de 2017

Na PB, deputado vê 'maquiagem' em dados do Governo Federal

Na PB, deputado vê

Deputado critica números sobre melhora na economia do Brasil

“A queda na taxa de desemprego no terceiro trimestre de 2017, na comparação com o trimestre anterior, foi alavancada pelo aumento da informalidade no país, e, não por aumento de empregos com proteção social. Mas, sim, por ter ocorrido um aumento da exposição dos trabalhadores brasileiros nas ocupações informais e precárias”.

A afirmação é do deputado estadual Frei Anastácio ao criticar a propaganda do governo federal de que a economia do Brasil está melhorando. O deputado relata, com base em análise de economistas, que no último trimestre de junho a agosto, nota-se que o desemprego no país foi de 12,6%, em média, de acordo com dados do IBGE.

“A taxa caiu em relação ao trimestre anterior quando era de 13,3%. Porém, na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, quando a taxa era de 11,8%, observa-se que o desemprego subiu. Trata-se, pois, de aumento na ordem de 1 milhão de desempregados”, afirma.

O deputado reata que do total de 1,4 milhão de pessoas ocupadas a mais no trimestre encerrado em agosto, mais da metade se deve ao crescimento do emprego em categorias da ocupação informal. Exemplo: empregado sem carteira assinada e por conta própria.

No trimestre, houve aumento de 2,1% dos trabalhadores por conta própria, com mais 472 mil pessoas, totalizando 22,8 milhões de pessoas nessa categoria. E foi registrado crescimento de 286 mil pessoas sem carteira assinada, com um total de 10,8 milhões de ocupados sem carteira no país.

Taxa de juros

O parlamentar também falou sobre a queda na taxa de juros. “A taxa de juros está em queda, porque o governo não tem como manter uma taxa de juros elevada, frente a um consumo estagnado. Há uma queda constante do mercado interno brasileiro e principalmente dos investimentos produtivos do país. A inflação está em queda, não porque a economia está melhorando, mas sim porque as compras caíram de forma brusca”, afirmou.

Segundo o deputado, ludibriar a população dizendo que a o Brasil voltou a gerar emprego e a crescer economicamente é abusar da má fé. “Se compararmos os números obtidos no Governo Temer com os registrados entre os anos em que o Brasil foi governado por Lula, a diferença é muito favorável ao governo anterior. Os números demonstram no governo Lula gerou mais de 20 milhões de empregos com carteira assinada em oito anos. Contra fatos não há argumentos”, relatou.

Frei Anastácio disse ainda que no governo Lula a formulação das políticas públicas e de trabalho tinha como foco a estabilidade no mercado de trabalho. “O governo ilegítimo que está aí, por suas próprias configurações, vai só aprofundar a situação de precariedade da grande maioria da população brasileira. Não há esperança de estabilidade com essa política do governo golpista”, afirmou.




Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.