João Pessoa, 18 de Outubro de 2017

30 de Setembro de 2017

UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física

UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física

 A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Sociedade Brasileira de Física (SBF) premiaram na manhã desta sexta-feira (29) os melhores estudantes de Física da Paraíba, oriundos das redes privada e pública de ensino, pelo desempenho alcançado na edição 2016 da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP).

A cerimônia de entrega das medalhas foi realizada no Auditório da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) e reuniu estudantes, familiares, professores e diretores das escolas participantes. Aguardada com muita expectativa, a premiação contou ainda com a presença do reitor Rangel Junior; do pró-reitor de Extensão, José Pereira Silva; e do coordenador estadual da Olimpíada Paraibana de Física, professor Mário César Soares.

Antes da premiação, aconteceu a leitura do cordel “Pitelin e os Segredos da Física”, de autoria do professor de Física, Josenildo Lima. As atenções, no entanto, estavam voltadas para a entrega das medalhas. No total, 132 medalhas foram entregues aos vencedores, como coroamento de todo o esforço dos estudantes na busca pelo conhecimento ao longo de todo o ano de 2016.

Promotora do ensino e incentivadora de projetos de valorização de aprendizagem dos jovens, a UEPB mais uma vez deu a sua contribuição na realização do concurso de conhecimentos. Somente da etapa estadual foram premiados 132 estudantes oriundos de Ensino Médio e Fundamental e que disputaram a Olimpíada Brasileira de Física e a Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas. Mais de 115 escolas participaram da edição 2016 da competição, envolvendo cerca de 25 mil estudantes de todo o Estado na realização das provas.

Os vencedores superaram diversos desafios, enfrentaram três fases de provas teóricas e vivenciaram conceitos importantíssimos para a formação educacional do Ensino Médio. Foram entregues aos melhores colocados na Olimpíada as medalhas de ouro, prata e bronze, além de menções honrosas pela participação na atividade. Inicialmente foram premiados os estudantes que se destacaram na Olimpíada Nacional. As medalhas de ouro, prata e bronze foram entregues pelo reitor Rangel Junior.

Posteriormente, foram entregues, pelo professor Mário Cesar, as medalhas aos vencedores da etapa Estadual, na modalidade ouro. As medalhas de prata dessa etapa foram entregues pelo pró-reitor de Extensão, José Pereira, enquanto que as medalhas de bronze foram entregues pelos professores de Física, Valdemir Mestre e Josenildo Lima. A premiação estadual da OBFEP foi conduzida pelo professor Paulo Tebúrio, que representou os professores das escolas participantes das Olimpíadas, e pela professora Miriam de Sousa Conserva, que representou todos os diretores.

Entusiasta das Olimpíadas, o reitor Rangel Junior enfatizou que a UEPB sempre apoiou a iniciativa por entender que se trata de uma premiação que incentiva os estudantes a buscarem conhecimentos em suas áreas. “Acredito que essa experiência de Olimpíadas deveria se estender para todas as áreas, porque é uma provocação para quem gosta de estudar e também para despertar o interesse pelo estudo”, destacou.

Ele observou que as olimpíadas consistem em uma atividade que leva o estudante a enfrentar desafios no sentido de superar limitações e atingir determinados patamares para, futuramente, terem sucesso na carreira. Rangel Junior ressaltou que esse modelo de olimpíada também ajuda no processo de formação da UEPB, visto que envolve estudantes no processo de monitorias, ministrando conteúdos. “Não tenho dúvida que desta sala, e de outras, poderão sair grandes profissionais e grandes educadores em uma área que o Brasil precisa tanto que é a área de Física”, projetou o reitor.

Coordenador estadual da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), o professor Mário César Soares também destacou a participação da UEPB para a realização dessas premiações. Além de atuar na organização, a Universidade também ajudou os estudantes na preparação para as provas através de um projeto de Extensão. Ele lembrou que os câmpus de Araruna e Patos êem aulas contínuas oferecidas a estudantes da rede pública, que estão se preparando para a OBFEP.

Além disso, esse ano a Instituição foi responsável pela impressão de todas as provas aplicadas no Brasil, o que rendeu elogios de educadores de todo o país. O professor ressaltou que a premiação desta sexta-feira marcou o coroamento de todo um trabalho que envolveu professores e alunos. Mário César enfatizou que os alunos vencedores passaram por várias etapas, sendo a terceira fase a mais difícil.

Ele adiantou que as provas da terceira etapa da edição 2017 da OBF já acontecem no próximo dia 7 de Outubro, no Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UEPB, e no dia 21 de outubro será aplicada a prova da segunda etapa da OBFEP. Mário César reafirmou que a UEPB está ajudando a promover o ensino da Física, levando mais aprendizado para os alunos e aproximando o conhecimento da ciência com as atividades do dia a dia.

Devido a esse bom desempenho, a Paraíba é uma das candidatas para sediar, em 2020, a Olimpíada Iberoamericana, que reunirá representantes de 22 países. A OBF conta com a participação tanto de alunos de escolas particulares como também de escolas públicas, por ela ser mais ampla. Já a OBFEP é destinada apenas a alunos de escolas públicas.

Redação com assessoria



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.