João Pessoa, 23 de Novembro de 2017

12 de Setembro de 2017

SMS informatiza marcação de consultas e exames em CG

SMS informatiza marcação de consultas e exames em CG

 A Secretaria de Saúde de Campina Grande está implantando o Sistema de Regulação III, do Ministério da Saúde, que possibilita informatizar todo o processo de atendimento e encaminhamento de consultas e exames de pacientes da Atenção Básica até a Média Complexidade do município.

A medida está sendo implantada em todas as Unidades Básicas de Saúde e Centros de Saúde do município. Para a Secretária de Saúde, Luzia Pinto, o maior beneficiado é o paciente, já que as datas para as consultas e os exames são definidas no momento da marcação, visto que o sistema é informatizado.

“O usuário já sai do atendimento com sua requisição marcada, sabendo qual é a data para a ida ao médico, ao laboratório ou à clínica. Dentro de dois meses estaremos com o sistema funcionando plenamente em todas as unidades.”, explicou.

Os exames e as consultas que são marcados na própria Secretaria de Saúde também já estão sendo feitos através do processo. Com isso, as marcações dos 170 municípios referenciados por Campina Grande já estão sendo informatizadas.

"Desse modo, vai ficar mais fácil de fazer o controle da pactuação de recursos dessas cidades, uma vez que teremos no sistema o número de ofertas de acordo com cada tipo de procedimento a ser realizado para cada cidade, possibilitando que os gestores desses municípios planejem melhor o uso de suas cotas de exames e consultas em Campina Grande e evitando que Campina realize vários procedimentos para municípios que não destinam recursos para esses fins ou que já esgotaram suas cotas", avaliou Luzia.

O novo serviço deve agilizar o processo de marcações e reduzir o tempo de espera para os pacientes, uma vez que o sistema otimiza a equação entre demanda e oferta.

O sistema utilizado anteriormente não permitia levantar dados para traçar planejamentos, nem estipular demandas e estimar a capacidade de atendimento para cada tipo de exame ou consulta com especialista.

Com o serviço informatizado, será possível fazer esse planejamento tanto em Campina Grande, como nos demais municípios. Luzia explicou ainda que também pretende implantar o mesmo sistema para o âmbito hospitalar, para cirurgias, internações e outros procedimentos.

Como forma de interligar as informações de cada paciente atendido na Atenção Básica, os Agentes Comunitários de Saúde também vão utilizar tablets para incorporar cada informação dos pacientes visitados no sistema. "Isso deve melhorar significativamente o atendimento aos usuários da Rede Básica de Saúde", disse Luzia.

CONSULTAS - A Secretaria de Saúde de Campina Grande fechou um levantamento do número de consultas realizadas pelas Unidades Básicas de Saúde e Centros de Saúde da cidade.

Em todo o ano de 2016, foram 368.234 consultas com clínicos gerais e diversos especialistas. No total, foram mais de 2 milhões de consultas, atendimentos e acompanhamentos em toda a Rede Municipal de Saúde de Campina Grande em 2016.

Até o início do mês de junho de 2017, já tinham sido registradas 145.989 consultas das UBS e dos Centros. De acordo com o Gerente de Atenção Básica, Miguel Dantas, os números de 2017 ainda não são consolidados porque muitos não foram digitalizados no sistema de cálculo da Secretaria.

"Podemos calcular em média que temos 20% a mais de consultas realizadas do que isso este ano", disse.



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.