João Pessoa, 18 de Outubro de 2017

04 de Agosto de 2017

Abiove eleva projeções para produção e exportação de soja

Abiove eleva projeções para produção e exportação de soja

 A produção  de soja pelo Brasil na safra 2016/17 deverá totalizar 113,80 milhões de toneladas, com alta de 0,5 por cento ante o projetado em junho (113,20 milhões de toneladas) e de 18,3 por cento frente às 96,19 milhões de toneladas do ano passado, projetou nesta sexta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Os números da entidade se aproximam da mais recente estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), de julho, cuja previsão para a produção de soja é de 113,9 milhões de toneladas em 2016/17.

Em relação à exportação, a Abiove estimou que o Brasil deverá vender ao exterior neste ano 64 milhões de toneladas da oleaginosa, ante 63 milhões de toneladas esperadas em junho e 51,58 milhões de toneladas registradas em 2016.

O processamento de soja, por sua vez, deve alcançar 41,50 milhões de toneladas neste ciclo, acima do considerado pela Abiove em junho, de 41 milhões de toneladas. Na temporada anterior, o processamento foi de 39,53 milhões de toneladas.

Os estoques finais da commodity, principal produto da pauta de exportação do Brasil nos últimos anos, deverão totalizar 9,79 milhões de toneladas, ante 10,59 milhões de toneladas previstos em junho e 4,29 milhões de toneladas observados no ano passado.

DERIVADOS

Ainda de acordo com a Abiove, a produção de farelo de soja em 2016/17 deverá alcançar 31,50 milhões de toneladas, contra 30,22 milhões de toneladas no ano passado. Em junho, a entidade estimava 31,10 milhões de toneladas.

Quando ao óleo de soja, a fabricação deverá ser de 8,20 milhões de toneladas, frente às 8,10 milhões de toneladas previstas em junho e 7,88 milhões de toneladas reportadas um ano atrás.

Terra.com.br



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.