João Pessoa, 22 de Setembro de 2017

17 de Julho de 2017

Vendas do artesanato paraibano na 18ª edição da Fenearte ultrapassam os R$ 100 mil

As vendas do artesanato paraibano na 18ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) chegaram a R$ 104.544, valor equivalente à comercialização de 1,6 mil peças. A Fenearte começou dia 6 e terminou nesse domingo (16), no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Entre as tipologias que lideraram o ranking de vendas, estiveram a madeira, metal, osso e cerâmica. A Fenearte reuniu vários estados brasileiros, além de 33 países. De acordo com a organização do evento, esta edição recebeu a visita de mais de 300 mil pessoas em 11 dias de realização.

A gestora do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Lu Maia, afirmou que as vendas ficaram dentro da expectativa. “Além disso, é sempre bom lembrar a importância que um evento dessa magnitude tem para a divulgação e consolidação de algo que vem dando certo, que é o nosso artesanato”, completou. “É um resultado que deixou todos os artesãos do programa muito satisfeitos”, acrescentou.

Oportunidades – O Programa do Artesanato da Paraíba tem como principal objetivo divulgar e fortalecer os saberes tradicionais, além de gerar ocupação e renda. Para isso, o Governo do Estado apoia os artesãos na participação de vários eventos, a exemplo do Salão do Artesanato da Paraíba, realizado em duas edições: em João Pessoa, no mês de janeiro; Em Campina Grande, no mês de junho.

A gestora do PAP destaca que, além da divulgação, a participação dos artesãos nesses eventos é uma troca de experiência, contribuindo para a qualificação do artesanato da Paraíba. “É notória a mudança na mentalidade do nosso artesão, que deseja se qualificar, produzir cada vez mais e melhor. Além disso, ele está em contato com que é produzido tanto em outras cidades da Paraíba quanto em outros estados”, destacou Lu Maia.

Neste ano, além do tradicional Salão do Artesanato da Paraíba, realizado em janeiro e em junho, os artesãos ganharam a oportunidade de divulgar e comercializar seus produtos no Circuito Rota Cultural Caminhos do Frio, realizado em nove cidades do Brejo paraibano. “Estamos, ainda, com exposição na Multifeira Brasil Mostra Brasil, considerada a maior das regiões Norte e Nordeste. É uma logística que envolve várias parcerias e todo o apoio do Governo do Estado”, finalizou Lu Maia.





Redação com Assessoria



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.