João Pessoa, 29 de Agosto de 2014

20 de Março de 2014

População prepara protesto e autor da proibição explica motivos

População prepara protesto e autor da proibição explica motivos

A população do município de Cabedelo está conclamando os moradores para se reunirem em frente à Câmara Municipal da cidade, na noite desta quinta-feira (20), a partir das 20h, para protestar contra a decisão do parlamento estadual que aprovou a emenda do vereador Arthur Cunha Lima que impede a construção do Shopping Intermares.

Segundo o presidente da Associação dos Moradores da cidade, o protesto será realizado independente da realização de sessão. “Com sessão ou sem sessão estaremos hoje e estamos convocando a população para protestar e exigir nosso Shopping”, asseverou.

Os populares acreditam que o impedimento para a construção do empreendimento atende a interesses particulares em detrimento dos interesses coletivos.

“Esse Shopping vai gerar mais de seis mil empregos que poderão beneficiar nossa população, tirar os jovens das drogas, gerar renda, não entendemos o porquê de se tentar proibir algo que é bom para o desenvolvimento da cidade”, disse Ana Paula, uma moradora da cidade que se sente prejudicada pela manobra da Câmara.

Diante do impasse, o autor da emenda, o vereador Arthur Cunha Lima, em nota, tenta explicar as motivações para a proibição da construção.


VEJA NOTA


Vereador Artur Cunha Lima Filho divulga nota de esclarecimento sobre Shoping em Cabedelo


Nos últimos dias venho sofrendo todos os tipos de ataques possíveis e imagináveis. Fui pré-julgado, julgado, condenado e jogado aos leões sem se quer ser ouvido.

Pois bem chegou a hora da versão verdadeira dos fatos e para isso farei alguma indagações a vocês.

1º vocês já perceberam que esta empresa só fala em shopping em ano de eleição? 2012 - 2014?

2º vocês sabem que a empresa Marquise (TV Tambaú) está autorizada a construir o shopping desde 09/12?

3º sabiam que prometeram ainda no ano de 2012 a entregar o shopping de intermares em no máximo em 2 anos, até agora nem limparam o terreno se quer?

4º sabiam que no dia 03/12/13 mais uma vez entraram com a renovação do pedido de construção do shopping com validade de 06 meses até, 03/06/14, junto a prefeitura e assim foi autorizado?

Pois bem diante destas indagações e fatos expostos, resolvemos os 14 vereadores através desta emenda, provocar a empresa marquise a se manifestar e apresentar certidões e projetos em tempo hábil, haja vista que já temos dois anos e alguns meses da liberação para construção e até agora nada.

Só como exemplo o carrefour foi construído em aproximadamente 06 meses, o hiper em aproximadamente em 08 meses, o shopping de mangabeira ficará pronto em aproximadamente 01 ano. Por que só aqui eles não constroem? Estão especulando a área? Ou tem alguma ligação pelo fato de perdido a limpeza urbana em cabedelo? Aliás diga-se de passagem um desserviço a população de cabedelo desde a gestão de zé régis.

Como acreditar em uma empresa dessa? Ao invés de ficarmos aqui cobrando emendas, por que não vamos cobrar junto a marquise a construção do shopping? Está autorizado amigos, vamos pressiona-los, vamos deixar de sermos massa de manobra e ser manobrado por uma mídia que pelo fato de ter um grande grupo de comunicação quer impor de goela abaixo a "sua verdade".

Vamos as ruas sim, mas vamos com altivez e independência e cobrar o projeto, as certidões, enfim o shopping! Não vou me calar e nem vão me calar, não temo represália e pagarei o preço que tiver que pagar, mas continuarei cobrando essa construção.





Márcia Dias

PB Agora

Enviar Comentário

Em respeito à legislação eleitoral, o portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.