João Pessoa, 27 de Novembro de 2014

21 de Maio de 2013

Comerciantes ambulantes realizam novo protesto nas ruas de CG

Comerciantes ambulantes realizam novo protesto nas ruas de CG

Comerciantes ambulantes realizam novo protesto nas ruas centrais de Campina Grande e exigem respostas da PMCG por proibição de comércio

A onda de protestos em Campina Grande, e cidade se transforma em "praça de guerra". Menos de 48h após interditar as ruas de Campina Grande em protesto contra decisão da PMCG os ambulantes voltaram a protestar no Centro da Rainha da Borborema.  A exemplo da última segunda-feira, os comerciantes interditaram o cruzamento da Avenida Floriano Peixoto com a rua Maciel Pinheiro tentando diálogo um responsável da Prefeitura Municipal que proibiu os trabalhadores de comercializarem suas mercadorias nas ruas centrais da cidade.


O trânsito mais uma vez ficou caótico e enormes congestionamentos foram formados nas ruas centrais da cidade. Com faixas e palavras de ordem, os comerciantes exigiam uma explicação do Prefeito Romero Rodrigues, pela ação impretada na Justiça, proibindo o comércio nas calçadas centrais do Centro.


Um jornalista que fazia a cobertura do evento foi ameaçado por seguranas contratados pela PMCG. Constrangido, ele revelou que se sentiu na Didatura Militar onde a liberdade de imprensa era cerceada. "Quando passava pelo centro da cidade de Campina Grande, resolvi tirar algumas fotografias para publicar no site para qual escrevo. No cruzamento da Rua 7 de Setembro com Marquês do Herval me deparei com fiscais da Prefeitura pedindo que um homem (vendedor de frutas) saísse do local, já que não era mais permitido o comércio ambulante no centro. Daí comecei a registar fotograficamente, pensando que estava num País democrático – o meu Brasil que tanto ostentamos no Hino Nacional", relatou.


De súbito, segundo relato do jornalista, os fiscais vieram ao seu encontro e perguntaram o motivo de estar fotografando o trabalho deles. Mais fiscais surgiram e  colocaram o jornalista numa roda, exigindo que as imagens fossem excluídas, sob pena de ter que enfrentar processo judicial por uso indevida de imagem.  

Na última quinta-feira, ambulantes e panfleteiros receberam um comunicado informado que a partir desta segunda-feira, 20, eles estariam proibidos de trabalhar no Centro da cidade. A decisão já foi cumprida por fiscais da Justiça.


Segundo Arimateia Cirne, um dos líderes do movimento, ontem um homem se passando por secretário recebeu uma comissão de ambulantes e teria dito que o prefeito Romero Rodrigues iria liberar o trabalho na manhã desta terça-feira. No protesto desta terça-feira, um número maior de policiais esteve presente para manter a ordem no local do protesto. Segundo os policiais, o movimento é válido, mas que os ambulantes não poderiam interditar as ruas, pois a população tem o direito de ir e vir sem ser prejudicada com as interdições.


Depois de muita conversa, os ambulantes acataram o pedido da polícia e se concentraram apenas na calçada da Secretaria de Finanças. Por alguns minutos, boa parte dos protestantes entrou no prédio e sentou à espera de uma resposta.


Como não poderiam mais interditar as ruas, os ambulantes resolveram seguir em passeata pelas ruas do Centro. De acordo com os trabalhadores, caso eles não tenham nenhum posicionamento por parte da PMCG, amanhã eles irão retornar a protestar. Este foi o terceiro protesto realizado este mês nas ruas centrais de CG. Há menos de 15 dias, foi a vez da Cooperativa dos Transportes Alternativos de Campina Grande protestar na cidade.


Os motoristas cobravam do prefeito Romero Rodrigues a garantia do direito dos trabalhadores continuar exercendo a atividade, sem que fossem multados pela STTP. Durante o protesto eles executaram um áudio em que o prefeito, ainda candidato, havia firmado compromisso com a categoria.


PBAgora

Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.