João Pessoa, 19 de Abril de 2014

09 de Março de 2013

Azul Linhas Aéreas pede autorização à Anac para operar em Campina Grande

Como resultado de contatos realizados pela Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município, a empresa Azul Linhas Aéreas Brasileiras apresentou solicitação à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar na cidade. A notícia foi confirmada, esta semana, pelo portal Melhores Destinos.


Segundo o portal, caso o pedido receba a autorização da Anac, “a companhia colocará em operação três frequências diárias saindo da cidade paraibana com destino a Recife e Salvador”, já a partir do final de abril. De acordo com o Melhores Destinos, “os voos serão realizados com os turboélices ATR 72 da Trip, com capacidade para 70 assentos”.

Partindo de Campina Grande, será possível fazer conexões em Aracaju, Belo Horizonte, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Maceió, Natal, Salvador, Teresina, Juazeiro do Norte e Campinas, sempre passando pelo Recife. Já passando por Salvador, será possível aproveitar conexões em cidades como Aracaju, Barreiras, Belo Horizonte, Ilhéus, Lençóis, Maceió, Petrolina, Rio de Janeiro, Campinas, Guarulhos, Vitória da Conquista e Vitória.

Segundo as informações do portal, haverá dois voos operados de segunda a sábado, que deverão sair de Campina Grande para Salvador às 00h40 e para Recife às 8h10, e um todos os dias, com destino à capital pernambucana e previsão de saída de Campina às 15h20. O voo de Salvador deve chegar a Campina Grande às 07h40; os de Recife, às 14h55 e 00h15.


Articulação

Após ser nomeado pelo prefeito Romero Rodrigues, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Município, Luiz Alberto Leite, enviou uma carta de intenções à Azul, convidando a empresa a se instalar na cidade e, mais que isso, mostrando a viabilidade para exploração do serviço em Campina Grande.

“Contamos em nossa cidade com mais de trinta agências de viagens que, devido à falta de opções, são obrigadas a encaminhar um expressivo número de passageiros para embarcarem em João Pessoa, Recife e até Natal. Esta realidade mostra claramente que há uma demanda reprimida”, explicou Luiz Alberto à direção da Azul.


Codecom

Enviar Comentário