João Pessoa, 02 de Setembro de 2014

24 de Dezembro de 2012

MÃOS DE FERRO: RC ‘castra’ poderes de importante Secretaria

MÃOS DE FERRO: RC ‘castra’ poderes de importante Secretaria

Antes um cargo ‘cobiçado’ no poder executivo, a Secretaria do Governo do Estado (antiga Casa Civil) hoje parece ser um posto ‘amaldiçoado’. Tudo porque quem passa por lá não quer permanecer e quando permanece o faz para apenas cumprir uma imposição do governador Ricardo Coutinho.

Antes (em outros governos), o titular da pasta nomeava, exonerava, enfim, tinha poderes, mas atualmente essa ‘autonomia’ foi literalmente castrada pelo chefe do executivo.

Nos bastidores da imprensa, a informação é que o deputado Lindolfo Pires (DEM) lutou e relutou para abandonar o cargo, pois se sentia desprestigiado por não poder prestigiar seus eleitores como se estivesse em um mandato parlamentar.

Agora quem está desconfortável na função é o deputado Adriano Galdino (PSB). Informações obtidas com exclusividade pela reportagem do portal PB Agora dão conta que o socialista está tentando retomar assento no legislativo estadual, mas está de mãos atadas porque Ricardo Coutinho não autoriza sua saída. É que se o socialista retomar o mandato na ALPB quem sairá sacrificado é nada mais nada menos que o líder do Governo Ricardo Coutinho, deputado Hervázio Bezerra (PSDB).

“Ricardo não quer sacrificar o suplente Hervázio”, teria desabafado Galdino para uma fonte.

Ainda conforme a fonte que repassou a notícia, ninguém quer ser Secretário do Governo do Estado justamente porque nao tem poder e autonomia nenhuma no Governo do PSB.

Como não tem muitos aliados na Assembleia, Ricardo Coutinho terá que se equilibrar para poder agradar situacionistas e oposicionistas a fim de governar com mais tranquilidade.


PB Agora  

Enviar Comentário

Em respeito à legislação eleitoral, o portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.