João Pessoa, 30 de Setembro de 2014

16 de Janeiro de 2012

PMJP recupera áreas degradadas do Parque do CB

PMJP recupera áreas degradadas do Parque do CB

PMJP recupera áreas degradadas do Parque do Cabo Branco

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), está trabalhando na recuperação das áreas degradadas do Parque Cabo Branco com o reaproveitamento do banco de sementes, retiradas de áreas da construção civil. A ação começou em outubro de 2010, e já devolveu cerca de 3 mil e 100 metros quadrados de áreas verdes. O trabalho continua durante este ano, através de um planejamento e levantamento dos espaços que vão receber as novas mudas.

A secretária de Meio Ambiente, Lígia Tavares, ressaltou que a Prefeitura tem uma preocupação constante em preservar a paisagem da cidade nas ações de recuperação, tanto de áreas degradadas quanto de áreas urbanas. “Quando trabalhamos na área do Cabo Branco, considerado Patrimônio Ambiental, Histórico, Cultural e Paisagístico da Paraíba, temos um cuidado redobrado, respeitando a relação de afeto que os paraibanos têm com aquela área”, concluiu.

Reaproveitamento – Nas florestas o solo é rico em matéria orgânica e sementes da vegetação existente na área. Quando essa vegetação é retirada, para obras da construção civil, esse material, que tecnicamente recebe o nome de ‘bota-fora’, normalmente não é reutilizado.

Os resíduos da terraplenagem que seriam descartados, são compostos por terra e matéria orgânica proveniente da retirada da vegetação. Rico em sementes, galhos, restos de troncos e raízes, essa material orgânico vai contribuir para a recuperação da vegetação, pois apresenta um grande potencial de germinação e rebrota.

Recomposição – O desenvolvimento de novas árvores vai contribuir para a redução da poluição ambiental, diminuição da temperatura, aliviando o calor e possibilita ainda a criação de novos refúgios para pássaros e outros animais. Na área já foram observadas espécies de arbustos de pequeno porte, como o trevo-mexicano e cróton e de médio porte, como a carrapateira. Essas são as primeiras espécies que se desenvolveram sobre o material orgânico depositado na área.

João Pessoa Verde para o Mundo – A replantio em áreas degradadas e urbanas está inserido no projeto João Pessoa Verde para o Mundo, lançado pela PMJP em 2007 com o objetivo de promover o replantio de árvores na cidade. Diversos bairros e áreas de João Pessoa receberam mudas de árvores nativas, totalizando, no período de abril a novembro de 2011, plantio e distribuição de 3.256 mudas. Nas áreas degradadas, que recebem ações de recuperação, foi feito o replantio de 1.377 mudas de espécie nativas do Bioma Mata Atlântica.

Segundo o engenheiro florestal Yuri Rommel, coordenador do projeto João Pessoa Verde para o Mundo, da Prefeitura de João Pessoa, “essa é uma ação inédita de sustentabilidade na cidade, onde são aproveitados resíduos de construção civil que seriam descartados, economizando recursos financeiros na recuperação de área degradada e promovendo o desenvolvimento com sustentabilidade”, complementou.

Secom-JP

Enviar Comentário

Em respeito à legislação eleitoral, o portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.