João Pessoa, 22 de Setembro de 2017

19 de Março de 2011

ALÍVIO: cientista duvida que tsunami atinja Brasil

ALÍVIO: cientista duvida que tsunami atinja  Brasil

SEM PÂNICO: cientistas da UNB não concordam com professor da UFPB e garantem que costa brasileira não será atingida por tsunami; entenda as razões

Na última semana, os paraibanos ficaram apavorados com algumas declarações de estudiosos paraibanos dando conta que são reais as possibilidades de uma onda gigante poderia atingir devastadoramente a nossa costa. Mas será que existe mesmo a chance de nosso país ser atingido por um tsunami?

Um estudo da Universidade College London, do Reino Unido, divulgado em 2005 indica que um vulcão nas ilhas Canárias poderia causar um desmoronamento que, por sua vez, geraria um tsunami de 9 m no oceano Atlântico.

Por outro lado, o professor George Sand, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB), afirma que esse tsunami, ao chegar no Brasil, já se tornaria uma pequena onda, com apenas alguns centímetros de altura. Sand lembra que o tsunami gerado pelo terremoto no Japão, apesar da destruição causada no país oriental, ao chegar em outras regiões, principalmente no continente americano, mal foi percebido.

Outro dado diminui a preocupação de uma onda gigante gerar destruição no Brasil: a pesquisa indica que esse possível tsunami causado pelo desmoronamento nas Ilhas Canárias poderia levar até 10 mil anos para ocorrer. Sand afirma também que nunca foi registrado um tsunami no Brasil.

O professor explica ainda que as características das placas tectônicas sul-americana e africana, que se encontram no Atlântico, não geram tsunamis, já que estão se afastando uma da outra. As ondas gigantes surgem quando uma placa passa por cima da outra.


Leia mais: Geógrafo da UFPB alerta que a Paraíba pode sofrer tsunami; PE e RN já registraram tremores


Redação

com Terra



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.