João Pessoa, 25 de Junho de 2017

07 de Março de 2011

Médico paraense alerta sobre cirurgias espirituais

Médico paraense alerta sobre cirurgias espirituais

Ele termina o Enesp, nesta terça, com palestra sobre família e saúde emocional Ao abordar o tema Mediunidade, o médico e terapeuta transpessoal paraense, Alberto Almeida, alertou ontem em seminário no Encontro Espírita Paraibano (Enesp), que cirurgias espirituais não são atribuições do Espiritismo. “A finalidade da Doutrina Espírita é iluminar almas, estimulando a renovação interior, e não curar corpos”, destacou, reafirmando que “a maior cirurgia que o centro espírita pode promover é a da alma”.

Alberto ressaltou que a cura deverá vir de dentro para fora. Explicou que o roteiro a ser buscado, neste sentido, é a “mediunidade com Jesus”, que consiste, segundo ele, “em usar a aptidão da mediunidade valendo-se de possibilidades éticas, morais e cristãs em favor do bem, do belo e do bom”. O médico enfatizou que esta direção é o que preconiza o Livro dos Médiuns, que está completando 150 anos de edição.

“O Livro dos Médiuns é a aplicabilidade da mediunidade com Jesus. Não tem tratado da ciência, com tanta longevidade e absolutamente em dia, como esta obra, que é a base para toda a literatura sobre mediunidade, que alivia corações e consola almas”, elogia. Acrescentou que aquele livro é um patrimônio histórico à disposição dos médiuns, para criar o hábito de ser cada vez melhor”.

Alberto Almeida encerra o Encontro Espírita Paraibano, nesta terça-feira, das 9h às 12h, com uma palestra sobre “Família: desatando nós e criando laços”, na Federação Espírita Paraibana. Paralelamente conclui-se as atividades do Enesp Jovem e Enespinho.


Ascom



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.