João Pessoa, 25 de Maio de 2017

20 de Outubro de 2010

Dez empresas se inscrevem para participar de licitação do Metrô


Dez empresas sinalizaram interesse em participar da licitação aberta no dia 01/10 para escolher quem irá fazer o diagnóstico do melhor transporte a ser instalado na região metropolitana de João Pessoa. Entre os transportes que estão sendo estudados estão o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) – o metrô de superfície – e Veículo Leve sobre Pneus (VLP ou BRT) – ônibus bi-articulados com capacidade para 240 pessoas.

As empresas que se mostraram interessadas são a ATT Engenharia, Vetex Engenharia, ADDAX Engenharia, EXTREMA, SETEPLA, Maia e Melo Engenharia, TECPRAN, Oficina Engenharia e Consultores, Técnico em Transporte e Consultoria, VERTRAN e a Engenharia de Tráfico e Transporte.

Para ter acesso ao edital, as empresas tiveram que desembolsar R$ 50,00. Todas devem apresentar no próximo dia 03 de novembro comprovação de sua habilitação para a participação da Tomada de Preço e uma proposta técnica e de preço para a ser avaliada pela licitação pública. O valor da obra está estimado em R$ 449 mil e o valor mínimo do capital social da empresa participante deve ser de R$ 44,9 mil.

Segundo o edital, o Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER/PB) torna público que realizará a contratação de serviços técnicos de engenharia a serem prestados por empresa de Consultoria Técnica Especializada tendo como objetivo a concepção de estudos conceituais para a requalificação do sistema de transporte público de passageiros da Região Metropolitana de João Pessoa.

“A empresa contratada terá como objetivo a concepção de estudos para a requalificação do sistema de transporte público de passageiro da Grande João Pessoa, visando principalmente coordenar o trânsito entre as cidades de Bayeux, João Pessoa, Cabedelo e Santa Rita”, explica o secretário de Planejamento e Gestão (SEPLAG) Osman Cartaxo.

O estudo irá levantar quais são os corredores – o que existe em termos de infra-estrutura viária – das cidades, que poderão participar da identificação de canais de coleta, recebimento e deslocamento de passageiros. Após esse passo deverá ser apontado também onde está o passageiro, de onde se desloca e para aonde vai.

O estudo também fará um levantamento do que é necessário para a integração do ramal ferroviário que liga Cabedelo à Santa Rita. “Algumas perguntas devem ser levantadas: Esse ramal pode ser integrado no sistema? Como ele pode ser integrado? Quais são as compensações para fazer dele um metrô de superfície VLT? Essas são todas decisões que esse estudo vai identificar. Por isso esse é um estudo de requalificação. Queremos descobrir como fazer para que o sistema trabalhe de forma mais coordenada e econômica”, pontua.

Em termos específicos, a empresa que ganhar a licitação deverá fazer a delimitação da área da região metropolitana de João Pessoa, fazer o levantamento de informações básicas em base secundária (livros e documentos), elaboração do diagnóstico do sistema de transporte público, diagnóstico do sistema ferroviário, verificação de eventuais sobreposições operacionais do sistema de transporte, verificação e descrição das vias, identificação do conjunto de linhas, caracterização física e operacional da linha de transporte ferroviário, nível de demanda estimada nos horários de pico, principais problemas do sistema do transporte coletivo, identificação de áreas para implantação de terminais multimodais, entre outros pontos.  


Secom PB



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.