João Pessoa, 02 de Setembro de 2014

10 de Setembro de 2010

SEX

10.09

Adesivagem de tunados pega mal

1

  • Imprimir
  • Enviar
  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Adesivagem de tunados pega mal

As atividades político-partidárias deste final-de-semana, em João Pessoa, começarão por um encontro específico para adesivagem de carros “tunados” e paredões-de-som promovido pelo Conexão 15 (Juventude Unida, comandada pelo PMDB).

“Paredão” de som na mala

Serão adesivados carros com som de mala e o chamado “paredão”. Segundo seus organizadores, será o evento de adesão da “galera” que curte o som automotivo à campanha de Zé15 (governador José Maranhão, que disputa a reeleição).

Barulheira na beira do mar

O encontro peemedebista está sendo muito divulgado no Twitter e vai acontecer neste sábado, a partir das 09h00, na frente do comitê localizado na orla marítima da Capital, próximo ao Tropical Hotel Tambaú.

Zoada incomoda juiz

Quem não gostou nem um pouquinho desta idéia foi o juiz-coordenador da Propaganda de Rua designado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Marcos Aurélio Jatobá Filho (na foto acima, ao lado de um carro tunado). Eu conversei com ele a respeito desse tipo de evento e colhi as seguintes impressões pessoais do magistrado:

– Parece brincadeira de mau gosto. “Democratização” de um “hobby” como se fosse um evento político?

– Ou tudo isso se trata apenas uma desculpa para tomar cachaça e furar os tímpanos alheios? Militar para a chapa situacionista é garantia de se ter carta branca para fazer o que der na cabeça?

– Tenho pena dos hóspedes dos hotéis que ficam localizados nas imediações do comitê e também dos turistas, que vão levar uma má impressão do povo daqui.

– Não proibimos paredão-de-som ou o uso de tunning, porque isso não é da nossa competência. Mas a legislação não tolera propaganda que perturbe o sossego público.

TRE fiscalizará decibéis

Para que não paire nenhuma dúvida a respeito da determinação da Justiça Eleitoral para evitar os excessos, sobretudo em termos de altos decibéis soltos ao léu, várias equipes de fiscalização do TRE, da Semam (secretaria de Meio Ambiente da prefeitura municipal) e da Sudema estarão lá, logo cedo, no início da manhã.

Sinônimo de volume alto

Tunning é uma expressão da língua inglesa que quer dizer volume (no sentido de som alto) traduzida para o idioma português como personalização de carros, constituindo-se num passatempo que consiste em alterar as características do automóvel a um nível extremo.

Com potência máxima

É a arte de dar ao carro mais desempenho, mais potência, mais beleza, tornando-o diferente e único, sendo aplicável a praticamente todos os componentes de um carro, como: rodas, pneus, suspensão, motor, interior, carroceria, canos de escape, áudio.

Mais caro do que o carro

Há quem gaste um valor acima do próprio preço do carro com peças e acessórios, como pára-choques, aerofólios, neon, sistemas turbinados de NO² (óxido nitroso), etc, tornando um carro fabricado em série em algo exclusivo e único.

Internauta confirma denúncia

Recebi pelo formulário enviado pela página contato deste portal a mensagem abaixo, enviada pelo leitor Ebenezer Inocêncio Andrade (e-mail [email protected]) residente em João Pessoa:

Sugestão para adesivo

– Olá Giovanni, esse tipo de carro tunado – os famosos paredões – são horríveis. Os donos colocam os tais forrós-de-plástico e a zoada é grande. Tem até disputa para ver qual deles tem o som mais potente. Os que possuem os tunados, parecem que não têm ouvidos ou então seus cérebros já estão atrofiados, pois não se importam mais com a zoadeira descabida. Acho um absurdo estimular os tunados a partir de um evento de adesivagem. O adesivo que eles mereciam era ter a frase: “É proibido colocar o som nas alturas” ou “Respeitem nossos ouvidos”.

Prefeitura não autoriza evento

– E a cachaça vai rolar pesado na tal da adesivagem. E quanto mais cachaça, mais eles aumentam o som. Convido a ninguém passar por perto. Lembrei agora: tem uma associação dos tunados que queria permissão para realizar um evento desses em João Pessoa. Acho que era um encontro ou coisa parecida. Todavia, na época, a prefeitura não autorizou.

Enviar Comentário